Blog UOL Esporte vê TV http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto. Sun, 25 Jun 2017 17:15:47 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Luis Roberto se emociona e vai às lágrimas com mensagem de filha do botafoguense Roger http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/25/luis-roberto-se-emociona-e-vai-as-lagrimas-com-mensagem-de-filha-do-botafoguense-roger/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/25/luis-roberto-se-emociona-e-vai-as-lagrimas-com-mensagem-de-filha-do-botafoguense-roger/#respond Sun, 25 Jun 2017 16:38:06 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37957

Presente no estúdio do programa Esporte Espetacular neste domingo (25), o narrador Luis Roberto e os apresentadores Fernanda Gentil e Felipe Andreoli se emocionaram com a reexibição de emocionante reportagem da qual o locutor fez parte com Giulia, filha do atacante botafoguense Roger, levada ao ar pela edição do Rio de Janeiro do Globo Esporte na última sexta.

A garotinha de 11 anos, sem enxergar desde que nasceu, pôde acompanhar ali de uma maneira diferente o gol marcado pelo pai contra o Sport, pela Copa do Brasil. “Tatá”, como é chamada carinhosamente na família, ganhou de presente de aniversário a visita de Luis Roberto, justamente a voz responsável pela locução do importante gol, que a entregou um quadro em alto relevo com três momentos da jogada. Pelo tato no material, e ajuda do pai, Giulia pôde sentir cada detalhe, um momento tocante.

“Tio Luis Roberto, hoje o homenageado aqui é você. Quero te agradecer por todo o carinho que você teve or mim na narração, na gravura que você trouxe. Que Deus te ilumine, que Deus te abençoe”, afirmou a filha, ao lado do pai, Roger, em depoimento exibido pelo programa dominical. O depoimento da menina, agradecendo o “tio Luis Roberto”, o fez ir às lágrimas.

“Obrigado, Luis Roberto, pelo carinho, pela emoção que nos trouxe, a emoção de trazer uma gravura para a minha filha e ela poder enxergar o meu gol, a forma como você narrou aquele gol, tudo o que vivemos essa semana. Queremos expressar o nosso muito obrigado”, acrescentou o atacante na mensagem.

“Obrigado vocês, esse amor incondicional me toca sempre. Beijo, Tatá”, finalizou o narrador.

“Eu só uma pecinha nessa história linda de amor incondicional, mesmo. O mais encantador nessa história, e acho que foi o que tocou o país inteiro – impressionante, nunca tinha experimentado tamanha repercussão -, foi esse amor incondicional, porque você entra na casa do Roger e percebe, o amor irradia e a Giulia é uma criança feliz, isso é o mais encantador de tudo. O amor move as pessoas no sentido da felicidade, é o mais bacana. A gente vive num mundo tão repleto de desamor, de ódio nos dias de hoje em todos os aspectos. É muito bonito ter contato com uma história desse tamanho, com esse poder”, declarou Luis Roberto.

 

Reprodução/TV Globo

]]>
0
Secou Massa? Twitter vai à loucura com Luis Roberto empolgadão na Fórmula 1 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/25/secou-massa-twitter-vai-a-loucura-com-luis-roberto-empolgadao-na-formula-1/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/25/secou-massa-twitter-vai-a-loucura-com-luis-roberto-empolgadao-na-formula-1/#respond Sun, 25 Jun 2017 16:02:49 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37953

A transmissão da Rede Globo deste domingo (25) do Grande Prêmio da Europa de Fórmula 1, disputado em Baku, no Azerbaijão não teve narração de Galvão Bueno, mas um Luis Roberto substituindo à altura em matéria de “vender emoções”. E como vendeu! Para alguns telespectadores, acima do tom. Outros gostaram e teve, também, quem acusasse o narrador de “secar” Felipe Massa, tamanha a empolgação com o desempenho do piloto brasileiro, mas que viria a abandonar a prova por problema em seu carro.

Momento marcante da corrida, a batida do alemão Sebastian Vettel (Ferrari) no inglês Lewis Hamilton (Mercedes) ainda durante o Safety Car, teve analogia do elétrico Luis Roberto com acidente de trânsito: “O Hamilton quase parou para segurar todo o grupo de pilotos… Opa, que é isso? Bateu, ele vai reclamar, o Vettel bateu no Hamilton, bateu de novo. O que é isso? Aí bateu de propósito, igual batida de trânsito.”

“Relargada. Olha o Felipe Massa tentando mergulhar. Bora, Felipe, boa, Felipe, acelerando, que manobra de Massa, que momento espetacular do brasileiro. E os dois carros da Force India (se tocaram). Tá demais, que corrida é essa?!! Impressionante, meus amigos. E o Massa tenta passar o Vettel. Incrível, uma corrida especular estamos acompanhando”, exaltou pouco depois o narrador global, alucinado.

“Se os dois forem punidos, Felipe pode ser líder da corrida”, disse Luis Roberto, animado com as chances do piloto brasileiro na prova. “Calma”, pediu o comentarista Luciano Burti, diante da empolgação do colega. “Não, se os dois forem punidos. Preciso saber o que vocês acham”, justificou-se o narrador.

Ainda sobre o incidente envolvendo Vettel e Hamilton, nova analogia de Luis Roberto, dessa vez com futebol: “No futebol, será que seria uma cotovelada? Acho que não chegaria a tanto, um pouco menos”. E teve, enfim, a concordância de Burti: “Mas, ó, você tem razão, tá? Uma cotovelada. Poderia furar o pneu, quebrar uma asa, num toque desse acontecer alguma coisa que levasse o Hamilton abandonar a corrida.”

“Se é cotovelada, é cartão vermelho no futebol”, acrescentou Luis Roberto, diante do comentário do companheiro de transmissão. No caso de Massa, porém, a empolgação do locutor da Globo acabaria virando frustração com o abandono do brasileiro. “Gente, não quero nem pensar nesse problema do Massa. Vai estragar meu domingo de vez. Felipe abandou depois de fazer uma corridaça”, definiu. Ao longo da corrida, ele lembraria mais vezes sobre o potencial de sucesso de Massa se não tivesse deixado o GP do Azerbaijão.

Em outro momento, Luis Roberto não esperou o outro comentarista, Reginaldo Leme, concluir seu raciocínio, interrompendo-o. “Tem muito em jogo, o fato de ter a briga pelo campeonato, o fato de tudo que aconteceu na própria corrida…”, dizia o analista, quando o narrador o brecou: “Deixa eu ir nessa aqui, Regi. Vamos ver, você completa já o raciocínio, vai ser legal, vai ser legal”, disse, empolgado com uma possibilidade de ultrapassagem. “Vai ficar até o fim assim”, opinou Leme, sobre a disputa na pista.

O locutor também exaltaria um bocado Felipe Massa pela ajuda ao novato, companheiro de equipe, Lance Stroll, que chegou em terceiro na corrida, vencida por Daniel Ricciardo, piloto australiano da equipe Red Bull.

No Twitter, a performance de Luis Roberto dividiu opiniões. Confira alguns dos muitos comentários sobre o empolgado narrador global:

Rogerio Jovaneli

Do UOL, em São Paulo

]]>
0
Em narração empolgada, Datena grita golaço em pênalti de CR7 e é cornetado na web http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/24/em-narracao-empolgada-datena-grita-golaco-em-penalti-de-cr7-e-e-cornetado-na-web/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/24/em-narracao-empolgada-datena-grita-golaco-em-penalti-de-cr7-e-e-cornetado-na-web/#respond Sat, 24 Jun 2017 16:24:46 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37948

Escalado pela TV Bandeirantes para a partida entre Portugal e Nova Zelândia pela Copa das Confederações neste sábado, José Luis Datena voltou a fazer uma narração empolgada, assim como já havia acontecido na Eurocopa de 2016, e não foi perdoado pelos internautas.

Datena gritou “golaço” nos dois gols de Portugal no primeiro tempo do duelo, o primeiro em um pênalti convertido por Cristiano Ronaldo. A seleção portuguesa venceu por 4 a 0.

“Alô colônia portuguesa em todo território nacional. Bate e é golaço. Goollllll de Portugal, de Portugal, de Portugal”, narrou o jornalista, que também é apresentador do programa “Brasil Urgente” na emissora.

O segundo gol, marcado por Bernardo Silva, também mereceu a alcunha de golaço de Datena. “Eliseu cruza na grande área, é gol…. goooollllll e que Golaço. Bernardo Silva, Bernardo Silva”, narrou.

Portugal voltou a marcar duas vezes na segunda etapa, mas só gritou golaço novamente no quarto, de Nani. No terceiro, de André Silva, Datena também se empolgou, mas usou a palavra “maravilha” para se referir ao lance.

Na última Eurocopa, Datena torceu abertamente por Portugal em locuções empolgadas, dividindo opiniões, mas rendendo ótimos índices de audiência. O time de Cristiano Ronaldo sagrou-se campeão daquela competição.

Veja os melhores tuítes:

]]>
0
Comercial coloca jogadores do Flamengo em situações inusitadas; veja http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/comercial-coloca-jogadores-do-flamengo-em-situacoes-inusitadas-veja/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/comercial-coloca-jogadores-do-flamengo-em-situacoes-inusitadas-veja/#respond Fri, 23 Jun 2017 20:29:53 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37944

O Flamengo postou em suas redes sociais nesta sexta um vídeo publicitário, que de início parece, no mínimo, inusitado. No vídeo, os jogadores do time aparecem realizando atividades completamente aleatórias. Diego jogando golfe, Rodinei dando aula de ginástica e Éverton e Pará como cientistas. Tudo isso com o objetivo de mostrar o que é ser Flamengo – nada daquilo apresentado.

“Diego jogando golfe? Rever vendendo produtos para o cabelo? Rodinei dando aula de ginástica? Isso não é Flamengo. Gols, emoção, torcida apaixonada; Isso é muito Flamengo!”, diz a campanha.

Por LANCE! conteúdos

]]>
0
Neto vê Rogério Ceni perdido e critica falta de humildade: “Baixa a bola, velho” http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/neto-ve-rogerio-ceni-perdido-e-critica-falta-de-humildade-baixa-a-bola-velho/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/neto-ve-rogerio-ceni-perdido-e-critica-falta-de-humildade-baixa-a-bola-velho/#respond Fri, 23 Jun 2017 18:24:58 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37941

Reprodução/Band

O estilo de trabalho e a maneira como se expressa Rogério Ceni foram motivos para críticas duras dos ex-jogadores Neto e Velloso no programa Os Donos da Bola, da Band, nesta sexta-feia (23). “É que eu gosto tanto do Rogério Ceni, mas acho que ele está muito ‘perna’. Ô Rogério, baixa a bola, velho, tenha um pouquinho mais de humildade. Se você ler a ‘Escritura’, vai ver que humildade não é ser humilde de baixar a cabeça para tudo. Não, é reconhecer que está errado. Isso é humildade”, detonou Neto.

“Precisa reconhecer que ele precisa de ajuda”, fez coro o ex-goleiro Velloso, um dos debatedores da atração.

“Isso”, concordou Neto. “Qual é o maior fator da humildade? É reconhecer que precisa de ajuda. Parece que você, Rogério, não precisa de ajuda. Você não é Deus, cara, não é Jesus Cristo. Calma, velho, pede ajuda. Aí bota o Lugano para jogar. Calma. Para ser treinador, tem que ser carinhoso, maldoso, tem que ser tudo. Me parece que você não está conseguindo ganhar o grupo, e não ganhando o grupo, meu irmão, você não vai ser treinador”, acrescentou.

“A impressão que eu tenho é que ele está perdido”, destacou Velloso. Opinião com a qual o apresentador e comentarista da Band também concordou: “Parece que ele está na rodoviária do Tietê, mas não sabe a plataforma do ônibus que ele vai pegar, é para ir a Campinas e ele está lá em Dourado, está desse jeito, perdido.”

Velloso ainda criticou o excesso de mudanças feitas pelo treinador são-paulino em sua equipe: “Ele começa o jogo com três zagueiros. Quando o time toma um gol, ele bota um zagueiro de lateral. Aí a coisa não funciona e ele traz o lateral que está no banco. Aí o Marcinho entra como atacante, depois vem como lateral. Quer dizer, ele cria uma dificuldade para o próprio time. A diretoria não tem colaborado, porque essa troca (de jogadores) no meio da temporada também atrapalha, mas nas decisões ele (Ceni) tem se complicado, também.”

“Nenhum ex-jogador é maior do que a instituição. Nem Pelé é maior do que o Santos, nem Zico é maior do que o Flamengo, Ademir da Guia e Marcos juntos não são maiores que a Sociedade Esportiva Palmeiras, nem o Falcão (é maior que o Internacional), ninguém. Não pode o Rogério Ceni ser maior que a instituição São Paulo. Está errado isso”, bradou Neto.

“Se ele não serve para ser treinador, muito obrigado, valeu, vai fazer outro curso, vai na Federação, na CBF, vai aprender. Acho que o São Paulo poderia fazer isso, porque senão daqui a pouco ele vai passar uma vergonha danada, sendo mandado embora, e o São Paulo ainda disputar para não cair, o que é muito pior para ele e para o São Paulo”, argumentou o ex-jogador comentarista.

 

]]>
0
Band escala Datena e Neto para jogo de Portugal pela Copa das Confederações http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/band-escala-datena-e-neto-para-jogo-de-portugal-pela-copa-das-confederacoes/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/band-escala-datena-e-neto-para-jogo-de-portugal-pela-copa-das-confederacoes/#respond Fri, 23 Jun 2017 14:57:49 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37938

Reprodução

Até então fora da escala de narradores na cobertura da Band da Copa das Confederações, José Luiz Datena, apresentador do programa policial Brasil Urgente, narrará partida do torneio no fim de semana. E justamente de Portugal, seleção pela qual Datena torceu abertamente em locuções empolgadas na Eurocopa, dividindo opiniões, mas rendendo ótimos índices de audiência. O time de Cristiano Ronaldo sagraria-se campeão daquela competição.

De acordo com a Band, Datena narrará neste sábado (24), às 12h (horário de Brasília), o jogo entre Nova Zelândia e Portugal, pela última rodada da fase de grupos. Neto será o comentarista a seu lado, com Milton Neves ancorando a jornada futebolística.

Por ora, a emissora não confirma se o apresentador do Brasil Urgente fará a narração de mais partidas da Copa das Confederações.

No ano passado, durante toda a primeira fase da Eurocopa 2016, quando não tinha a concorrência da Rede Globo, a competição rendeu a Band o melhor resultado diário de audiência de sua programação em 11 dos 13 dias de torneio, até então.

Na fase final, destaque para a classificação de Portugal às quartas de final, vitória por 1 a 0 sobre a Croácia no fim da prorrogação, com Datena narrando, e torcendo muito, juntamente a Edmundo, então analista da Band. Foi recorde de audiência da emissora com aquele evento de futebol (8,7 pontos), superando justamente marca obtida com outra partida da seleção lusitana.

A exemplo da Copa das Confederações, a Eurocopa do ano passado teve, também, cobertura do SporTV, na TV por assinatura.

]]>
0
‘Amigão’ Paulo Soares ficou dois meses em spa, perdeu 15kg e volta em agosto pra ESPN http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/amigao-paulo-soares-ficou-dois-meses-em-spa-perdeu-15kg-e-volta-em-agosto-pra-espn/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/amigao-paulo-soares-ficou-dois-meses-em-spa-perdeu-15kg-e-volta-em-agosto-pra-espn/#respond Fri, 23 Jun 2017 07:00:58 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37903 Paulo Soares se tornou uma das principais vozes da ESPN, em especial pela dupla formada com Antero Greco na edição noturna do Sportscenter. Mas agora o Amigão está vivendo uma rotina bem diferente da que teve nos últimos 40 anos. Ele esticou as férias para um período sabático de seis meses e só voltará à TV em agosto. Mas de um jeito um pouco diferente.

Amigão vai voltar mais magro para o vídeo. Desde que deixou a bancada do jornal, ele passou dois meses em um spa em Sorocaba, interior de São Paulo e já perdeu 15 kg. Pretende perder pelo menos mais 5kg até retornar ao trabalho, mas já avisa que não está magrinho.

“Muita gente pergunta: ‘O Amigão vai voltar magrinho, vai voltar diferente?’. Eu estou praticamente a mesma coisa. Para quem é gordo e grande, 15 kg são quase um grão de areia. Mas eu continuo emagrecendo, a minha meta é tentar chegar até dezembro com o peso bem mais baixo”, diz ele que conseguiu baixar dos 135 kg para os 120 kg na balança.

“Amigão” Paulo Soares estica férias na ESPN e ficará quase 3 meses em spa

O apresentador já sentia a necessidade de dar uma ‘desligada’ do trabalho, descansar e cuidar da saúde. Ele vinha de uma rotina puxada há muitos anos, com o trabalho no horário da noite que avançava até altas horas da madrugada.

Não à toa peso e a saúde sempre foram uma preocupação para Paulo Soares. E ele parou para dar uma atenção ainda mais especial ao corpo e à alma depois de levar um susto. No fim do ano passado, viu o irmão, que leva uma rotina saudável, passar por uma cirurgia cardíaca.

“Um dos meus irmãos, em dezembro, teve que fazer uma cirurgia do coração, ponte de safena e mamária. Também tenho problema de coração, sou cardíaco. Fiquei um pouco assustado, sendo que ele é atleta, faz bicicleta de estrada, anda 70km, 80km, ele é super saudável, super atleta e de repente foi pra cirurgia. Meus avós todos morreram do coração, fizeram cirurgia precoce aos 50 anos. Meu irmão também pegou essa cirurgia. Isso também ajudou, tomei um susto: ‘deixa eu dar uma parada’”.

Agora, ele fez questão de fazer exames detalhados para checar de saúde. Estaria tudo perfeito, se não fossem dois problemas chatinhos que surgiram durante as férias por ter se empolgado demais. Recentemente, em uma partida de vôlei na água acabou sofrendo uma lesão na coluna que o obrigou a ficar 20 dias de repouso. Pouco depois, voltou a jogar e acabou rompendo um tendão do ombro.

Ainda está se recuperando, mas nada que o tenha abalado. Amigão está feliz por acordar cedo para curtir o dia, se cuidar e aproveitar também para ter raros momentos de lazer como sair à noite e ver os amigos.

“Você sai de férias e dá uma desligada, está sendo muito diferente ficar tanto tempo sem trabalhar. É estranho, mas eu acho que está sendo importante, seria bom se as pessoas tivessem essa chance, de tirar um período mais pelo descanso mental e físico”, diz ele que admite estar um pouco afastado do noticiário esportivo, mas ainda mantém contato com os fãs de esporte.

“Não estou muito ligado nas redes sociais, que é uma forma de estar com pessoas próximas, não tenho participado. Mas sempre onde estou, encontro muita gente, tenho sentido que as pessoas entenderam essa decisão, essa chance de dar uma parada”.

Por Luiza Oliveira
Do UOL, em São Paulo

]]>
0
Em transmissão inédita de “vestibular” da NBA, ESPN zoa e humaniza calouros http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/em-transmissao-inedita-de-vestibular-da-nba-espn-zoa-e-humaniza-calouros/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/23/em-transmissao-inedita-de-vestibular-da-nba-espn-zoa-e-humaniza-calouros/#respond Fri, 23 Jun 2017 05:32:29 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37932

Everaldo Marques segurou por mais de cinco horas ao vivo o Draft (Crédito: Reprodução/Instagram)

Quando o jogador Luke Kennard subiu ao palco para ser contratado por um time da NBA, o ponto máximo de sua carreira, o narrador Everaldo Marques, que comentava os acontecimentos da noite, discorreu um pouco sobre o calouro.

“Ele sabe tudo sobre o filme Frozen.” Diante do silêncio de Eduardo Agra e Ricardo Bulgarelli, seus companheiros de cabine, Everaldo emendou: “Bom pra ele…”

Nesse clima descontraído, a ESPN transmitiu na última quinta-feira (22), pela primeira vez na íntegra, o Draft da NBA, evento importante da temporada do basquete americano. Em uma cerimônia no ginásio do New York Nicks, os 30 times da liga americana se reuniram para escolher, cada um a seu turno, 60 jogadores para seus elencos.

Apesar da importância esportiva do evento e mesmo cercado por grande expectativa na imprensa e no público americano, não se trata de nada muito emocionante como uma final de campeonato ou mesmo de um jogo da temporada regular.

As imagens se resumem a um telão em que as escolhas de cada time são mostradas, com o replay de lances importantes dos calouros, oriundos em geral das universidades americanas. Na plateia, alguns atletas sobem ao palco para um ritual que inclui vestir o boné do time que o escolheu, posar para fotos e dar entrevistas.

Markelle Fultz, 1ª escolha do Draft, veste o boné do Philadelphia 76ers (Crédito: Mike Stobe/Getty Images/AFP)

Na maior parte do tempo, porém, o que o telespectador daqui viu foram os comentaristas da ESPN americana debatendo as decisões das equipes em mesa redonda, enquanto Everaldo, Agra e Bulgarelli se esforçavam para deixar o espetáculo minimamente interessante ao público brasileiro. Tudo durou mais de cinco horas.

Pode-se dizer que eles conseguiram, ao menos no começo.

“Precisa comer mais bife o nosso amigo aí”, disse Everaldo se referindo a um jogador de mais de dois metros considerado magrinho demais. Quando Agra contou a história de um cartola do Knicks, o time da casa, que anunciou que não apareceria no Draft porque teria que tocar com sua banda na mesma hora, Everaldo simulou uma indignação:

“Devolve os Knicks pros índios, que não vale para nada! É um dos momentos mais importantes pro time na temporada!”

Bem informado e com suporte de uma boa quantidade de informação biográfica sobre a maioria dos calouros, o trio também fez um esforço para humanizá-los, tentando canalizar a empatia do público para os rostos desconhecidos. Para quem não se importa tanto com as estatísticas individuais dos campeonatos universitários, as histórias de vida de cada jogador os tornaram mais próximos.

Jayson Tatum, escolhido logo na terceira opção, apareceu no ginásio ao lado da mãe. O trio da ESPN contou que ela o havia criado sozinha e que ele se considerava um legítimo “filhinho da mamãe”. Eduardo Agra destacou o quão importante é para adolescentes de comunidades pobres ter o apoio da família para superar as adversidades da vida e, quem sabe, prosperar nos esportes.

Uma boa dose de atenção foi dedicada ao figurino dos novos jogadores da NBA. Os mais diferentes não escaparam ao sarro dos comentaristas. Um deles apareceu com a parte interna do paletó estampada com uma homenagem à mãe. Outro, escolhido na quinta posição pelo Sacramento Kings, subiu ao palco com um sapato ousado: preto brilhante, com uma estampa que ninguém até agora entendeu.

“Jesus, Maria, José”, exclamou Everaldo Marques. “Que diabo é isso?”

A transmissão da ESPN anunciou logo no começo que não daria “spoilers” no Draft. Por causa da apuração rápida de jornalistas americanos, muitas escolhas já eram de conhecimento público no Twitter minutos antes do anúncio oficial na TV. Apesar de saber dos furos, o trio preferiu não anunciá-los, talvez para manter o suspense na telinha, talvez para não confundir o público. A decisão, claro, deixou a coisa toda com cara de previsível para quem estava acompanhando o Draft também na segunda tela.

Sofrendo com a concorrência do SporTV, que esse ano transmitiu até uma final de conferência com exclusividade, e da Globo, que depois de muito tempo levou as finais da NBA à TV aberta (mesmo que apenas em videotape na madrugada), a ESPN transmitiu o Draft aparentemente como uma forma de marcar posição.

Ao final, quando ficou claro que nenhum atleta brasileiro seria escolhido e mesmo tendo torcido discretamente por Georginho e Wesley Mogi, o trio de comentaristas da ESPN não chegou a lamentar longamente a frustração que a torcida sentiu nas redes sociais.

Se não conseguiu encantar o público geral no Brasil com um evento tão árido e longo, ao menos ofereceu uma opção aos fãs mais hardcore da modalidade, que antes precisavam apelar a transmissões piratas para ver o “vestibular” da NBA no país.

Adriano Wilkson
Do UOL, em São Paulo

]]>
0
Chegada de reforços ao SP animam Caio: “Vai fazer um tranquilo Brasileiro” http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/22/chegada-de-reforcos-ao-sp-animam-caio-vai-fazer-um-tranquilo-brasileiro/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/22/chegada-de-reforcos-ao-sp-animam-caio-vai-fazer-um-tranquilo-brasileiro/#respond Thu, 22 Jun 2017 17:00:05 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37927

Reprodução/TV Globo

O comentarista da Rede Globo, Caio Ribeiro, fez coro ao técnico do São Paulo, Rogério Ceni, de que o tricolor paulista fez bom jogo na derrota para o Atlético-PR por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (21). E concordou com a análise do zagueiro Diego Lugano de que faltou ao time transformar o volume de jogo em chances claras de gols. Otimista, sobretudo com as chegadas de reforços,

“Fez um bom jogo. Faz parte da estratégia do Atlético-PR, as três vitórias que permitiram que saísse da zona de rebaixamento foi se fechando lá atrás, ganhando por 1 a 0, dando campo e se defendendo. São Paulo teve volume, entrega, jogou no campo de ataque, teve posse de bola. O que está faltando é contundência. Essas foram as palavras do Lugano e eu concordo 100%. Falta ao São Paulo transformar todo esse volume de jogo em chances claras de gol. Isso não está fazendo”, disse no programa Globo Esporte desta quinta (22) após a exibição de trechos de respostas de Ceni sobre a equipe na coletiva pós-jogo.

Otimista, o analista global disse crer que com a chegada de novos jogadores e a manutenção do rendimento que apresentou no jogo contra o Furacão, o São Paulo poderá ter uma caminhada confortável no Brasileirão, com direito até a conquista de vaga à Copa Libertadores da América do ano que vem.

“Nós estamos falando da nona rodada ainda, então se o São Paulo mantiver a postura e o volume de jogo ontem, com os reforços que estão chegando, vai fazer um tranquilo Campeonato Brasileiro. Pode sonhar até com zona de Libertadores, mas precisa pontuar em casa, porque fora não tem conseguido trazer pontos”, avaliou.

“Tem custado resultados falhas individuais. Por exemplo, do Lucão no jogo passado. Quase que o Lugano faz contra, do Militão, que é muito bom jogador, que merece a condição de titular, mas que foi dos pés, de uma bobeada em uma bola parada que surgiu o gol. São erros de desatenção ou técnicos que estão custando resultado, mas ontem o que eu vi do São Paulo como entrega, volume, postura, me deixou mais tranquilo em relação à continuação do campeonato”, finalizou Caio.

 

 

]]>
0
Repórter da ESPN vira árbitro e encara até teste da CBF: “fui pífio” http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/22/reporter-da-espn-vira-arbitro-e-encara-ate-teste-da-cbf-fui-pifio/ http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2017/06/22/reporter-da-espn-vira-arbitro-e-encara-ate-teste-da-cbf-fui-pifio/#respond Thu, 22 Jun 2017 07:00:02 +0000 http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/?p=37914

Ser árbitro de futebol não é das missões mais tranquilas no Brasil. Errar no apito é saber que seu equívoco será comentado em programas de televisão e você será cornetado por todo mundo. Mas, não é apenas esses os desafios da vida de um juiz. Ao menos é o que garante Mendel Bydlowski, repórter da ESPN.

O jornalista resolveu encarar a maratona de um árbitro em uma série especial da ESPN que começou na última terça-feira e terá episódios até a próxima sexta-feira. Mendel virou árbitro, trabalhou os gestos, aprendeu a apitar, se preparou fisicamente e teve um resultado “pífio” no teste.

“Eu vivi o treinamento, bem prático. Não sabia nem apitar, como apitar, o ar escapava. Você precisa de técnica até para apitar. Tem um jeito de correr no campo, comportamento certo. Como tem de ser, para onde correr, dar o cartão. A gente não imagina quanto tem do gestual, como é complexo, toda dinâmica. O que foi mais curioso foi o teste físco da CBF. Foi muito complicado, muito puxado. Deu para viver na pele. Não passei, foi pífio, como é difícil. Precisa controlar a respiração, fiz com os árbitros”, falou ao UOL Esporte.

Mendel considerou a experiência que teve como “super interessante”. Para auxiliar em seu aprendizado, ele teve o auxílio de Salvio Spínola, comentarista de arbitragem da ESPN. Mas, apesar de aprovar a experiência, Mendel sabe que a carreira não irá muito longe.

“Nunca vou ser árbitro. Cara nasce para ser árbitro. Pode ter preparo físico, fazer o curso, ter conhecimento sobre as regras. Mas tem comportamento, algo que o cara nasce árbitro. É muito difícil. Tem um dado que só 5% dos árbitros que conseguem chegar na elite. É muito difícil, como jogador mesmo. Vários testes, várias etapas. Tem de ter um jeito, incorporar”, explicou.

O repórter ainda saiu em defesa das críticas que os árbitros sofrem quando cometem erros. “Vivenciando esse universo da arbitragem, percebi que quem mais sofre é o árbitro. Jogo chave, se errar, coloca a carreira no lixo. Quem sofre é o próprio árbitro. Torcedor sofre porque é prejudicado. Natural que sofra. Mas o árbitro por ter toda carreira, ser muito cobrado. Ele que vai mais sofrer”, finalizou.

Mendel terá uma oportunidade de apitar na próxima segunda-feira. Ele comandará um jogo beneficente que contará com a presença de grandes nomes como Gabriel Jesus.

Leandro Carneiro
Do UOL, em São Paulo

]]>
0