Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

"Passado o luto", Esporte Interativo mantém marca viva em canais parceiros

UOL Esporte

05/11/2018 04h00

O fim do Esporte Interativo como canal de TV completa 3 meses no próximo dia 9. Neste período, a reconstrução do projeto da emissora passou a ser planejada em parceria com os canais TNT e Space, que exibem filmes e séries na TV fechada e também pertencem ao grupo internacional Turner, e ampliação do foco nas redes sociais e conteúdos digitais.

Além da transmissão de jogos da Liga dos Campeões da Europa e da Liga das Nações, sete programas do antigo EI são exibidos em outros canais atualmente: De Placa, EI Games, Hora do Jogo, No Ar com André Henning, De Olho na Liga, Liga Espetacular e Mais 90. Mas nem todo mundo que via o conteúdo nos canais de esporte já descobriu a nova forma de acessá-lo.

"Quando você coloca um conteúdo como a Liga dos Campeões no TNT já é um desafio porque não é um canal de esporte. Mas, naturalmente, a competição chama muito público, as pessoas procuram. Agora os programas nós temos necessidade de cativar um público novo e reencontrar o antigo, são desafios diferentes", explica Diego Vieira, diretor de conteúdo do Esporte Interativo.

Para ser encontrado em meio à programação de filmes e séries, o EI passa por adaptações. O "No Ar com André Henning" diversificou os entrevistados, por exemplo. Antes, o foco era receber personalidades do futebol, mas nos últimos programas apareceram personagens como Oscar Schmidt, César Cielo, José Luiz Datena e o youtuber Fred, do canal Desimpedidos. O "EI Games", transmitido às terças e sextas-feiras, sucede no segundo dia uma sessão de filmes de terror no canal Space, então destaca jogos com a mesma temática.

O "De Placa", por sua vez, caminha ainda mais para o lado do entretenimento, especialmente nas figuras de Rodrigo Rodrigues e Alê Oliveira. "É um produto que tem química para se adaptar bem a um novo público. Audiência na TV é um processo, ela é construída, e entendemos que com o De Placa seria mais acessível. É um programa que fala de esportes, mas tem música, piada, brincadeira, cabeça aberta e muito do mundo do entretenimento", diz Vieira.

"Não dá para negar que o fim do canal foi uma tristeza, um choque. Mas passado o luto a gente vê os outros lados. Primeiro teve um público que não entendeu direito o que estava acontecendo, mas reencontrou a gente e ficou feliz por isso. Tem muita gente que agora só vê no Youtube porque os horários mudaram e tem uma galera que não conhecia e está vendo. Ainda meio tímido, mas já percebemos um novo público chegando para acompanhar a gente, que nem chega nos canais de esporte zapeando e hoje acham um negócio diferente nos canais de filmes", diz André Henning, rosto mais conhecido do canal desde os tempos de parabólica.

Redes sociais ganham mais conteúdo

A cobertura diária do futebol brasileiro, antes realizada em programas como "Jogando em casa" e "Caderno de esportes", agora é distribuída no Facebook, Youtube e Instagram do EI, inclusive transmissões em tempo real, entrevistas coletivas e a parte descontraída. Ainda há o aplicativo Esporte Interativo Plus, com transmissões de partidas.

Por fim, o canal no Youtube ganhou "reforços" vindos da TV, em programas como "Polêmicas Vazias", "VSRanking" e "Alê Oliveira Responde". O jornalista ex-ESPN, aliás, é um dos principais rostos da parte digital, pois também comenta jogos transmitidos no Facebook.

"Já senti uma diferença quando vim para o Esporte Interativo em relação à liberdade, me senti muito mais à vontade aqui, muito mais confiante e seguro para falar do jeito que falo normalmente, que às vezes tem um pouquinho de risco/perigo/loucura (risos). Nas transmissões do Facebook sinto que é uma linguagem ainda mais próxima do jovem, tentando aliar informação, opinião, avaliação do jogo a um pouco de entretenimento e alegria", diz Alê Oliveira.

O alcance das transmissões de jogos da Liga dos Campeões no Facebook é de 10 milhões de pessoas, sendo que em média 1 milhão de fato consome o conteúdo em algum momento. O recorde de audiência simultânea foi de 160 mil pessoas na Supercopa da Europa, em 15 de agosto.

Gabriel Carneiro
Do UOL, em São Paulo

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV