UOL Esporte vê TV

Esporte Interativo encerra ciclo da Champions com choro e tom de despedida

UOL Esporte

27/05/2018 04h00

Taynah Espinoza se emociona durante transmissão do Esporte Interativo. Foto: Reprodução

A emoção tomou conta da transmissão que encerrou o ciclo do Esporte Interativo com a Liga dos Campeões. Sem saber se a emissora conseguirá manter o direito dos torneios, os participantes da cobertura da final entre Real Madrid e Liverpool exaltaram os feitos do canal nos últimos três anos e chegaram a se emocionar no ar.

Os direitos de transmissão da Liga dos Campeões são renovados a cada três temporadas. As emissoras têm até 5 de junho para apresentarem propostas à Uefa pelo torneio.

O Esporte Interativo preparou uma grande cobertura para o que pode ser sua última transmissão de Liga dos Campeões. Além de um estúdio montado dentro do estádio da final, o canal ficou duas horas no ar após o título do Real Madrid.

Durante a transmissão, citações ao fim do ciclo eram constante. “A gente espera que nos encontremos em uma próxima oportunidade”, disse o narrador André Henning.

Enquanto a repórter Tatiana Mantovani entrevistava o lateral Marcelo e o volante Casemiro, Zico, comentarista do Esporte Interativo, pediu “uma moral” dos jogadores para ajudar o canal a renovar com a Uefa. No triênio do canal, os merengues foram tricampeões.

Choro e tom de despedida

Apesar de não ser uma certeza que a partida entre Real e Liverpool foi a última do Esporte Interativo no torneio, o tom ao término da transmissão era de despedida. Os principais envolvidos na cobertura fizeram discursos e agradecimento e a apresentadora Taynah Espinoza não conseguiu conter o choro. “Foram três anos de sonho”, disse ela.

“Quando o Esporte Interativo conquistou o direito de transmissão da Champions, muita gente que nunca tinha ouvido uma transmissão do EI começou a atacar o canal. E hoje recebi várias mensagens de ‘critiquei no começo, mas vocês fazem um trabalho muito bom’”, destacou o comentarista Vitor Sérgio Rodrigues.

Zico e Mauro Beting também se manifestaram e afirmaram que participar da cobertura de uma final de Liga dos Campeões era “um sonho de criança”. “O Esporte Interativo não é só movido por sonhos, é movido por paixão”, disse o jornalista.

A maior declaração ficou a cargo de André Henning, principal rosto do canal nas coberturas de Liga dos Campeões. Em sua fala final, o narrador afirmou que o Esporte Interativo subiu o nível da transmissão do torneio e disse que a próxima detentora dos direitos terá que “ralar muito” para se igualar.

“O contrato se encerrou hoje. Então a gente não sabe se estará aqui. Mas uma coisa temos certeza: não iríamos terminar esse ciclo sem fechar as portas do estádio, porque foi isso que a gente fez durante esses três anos”, iniciou.

“O que vai acontecer a gente não sabe, mas tenho certeza de uma coisa: quem tiver os direitos das próximas temporadas, se preparem – isso inclui a gente -, porque o sarrafo está lá no alto. Tenho pena de quem transmitir na próxima temporada, porque vai ter que ralar muito para se igualar à nossa cobertura. Inclusive a gente”, completou.

Veja também:

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais UOL Esporte vê TV

Topo