Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Goiás e Vila Nova se unem contra TV que fez perguntas sexuais a torcedoras

UOL Esporte

22/02/2018 04h00

Ana Carolina Silva e Gabriel Vaquer
Do UOL, em São Paulo

A rivalidade que os dois clubes nutrem tem quase 75 anos de idade, mas Goiás e Vila Nova se uniram fora dos gramados para exigir a retratação da TV Goiânia e da Federação Goiana de Futebol (FGF). A emissora, que é afiliada da Bandeirantes, causou polêmica nesta quarta-feira (21) ao fazer comentários de teor sexual para a musa do Esmeraldino, Karol Barbosa. Posteriormente, nesta quinta-feira, anunciou o fim do programa Os Donos da Bola.

O caso ocorreu durante o programa desta quarta, no qual o apresentador Beto Brasil fez perguntas como "se o seu nutricionista mandar você chupar uma laranja porque faz muito bem para a saúde, você chuparia um saco por dia?" e "em um clássico contra o Vila, se o juiz põe pra fora, você mete a boca?".

O Goiás já havia prometido acionar a TV Goiânia, mas o UOL Esporte ainda apurou que o Vila Nova se uniu ao rival em uma ação conjunta. Além disso, a TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo no estado e responsável por selecionar a Musa do Goianão, passará a não permitir mais que as representantes de outras equipes participem no canal. O Atlético-GO também se manifestou contra a atitude.

Xará de Karol Barbosa, a torcedora Karolina Rodrigues, do Vila Nova, também foi alvo do mesmo comportamento de Beto Brasil no dia 9 de fevereiro. "Se quem não tem perna é perneta, quem não tem punho é o quê?", questionou ele. A moça se viu obrigada a dar uma resposta constrangedora – que não reproduziremos neste texto.

Representante do Vila, Karolina Rodrigues foi constrangida com a pergunta acima (foto: reprodução/TV Goiânia)

Em contato com o UOL, ela revelou que seu pai é amigo do apresentador, mas deixou claro seu desconforto com a situação à qual foi exposta. "Não sei quem elaborou as perguntas, mas realmente fiquei constrangida com essa. Até pelo fato de não ter nenhuma ligação com o futebol", disse Karolina Rodrigues.

Até o momento da conclusão desta matéria, o posicionamento da TV Goiânia permaneceu o mesmo publicado na quarta. "Eu não entendi porque o Goiás ficou tão nervoso, porque foi feito em comum acordo e ela topou. É um programa descontraído, tem um tom humorístico. A gente não está fazendo algo para contribuir com a discriminação de mulheres, jamais. Não tem nada a ver com isso, é um quadro de humor", afirmou Leandro Vieira, coordenador do núcleo artístico do canal.

Karol Barbosa é torcedora do Goiás e recebeu várias perguntas com conotação sexual (foto: reprodução/TV Goiânia)

O funcionário da emissora ainda prometeu que repetiria o quadro e as mesmas brincadeiras com torcedoras de outros times – se conseguir autorização para convidá-las novamente –, mas Karolina Rodrigues acredita que a postura deveria mudar.

"Acho que sim, ainda mais pela imagem feminina. O programa dele é de tema esportivo, então deveria interagir com a mulher dentro do assunto do esporte. E não com constrangimentos que não tem nada a ver", respondeu.

Ao contrário do que Leandro Vieira disse à reportagem do UOL, a musa do Goiás, Karol Barbosa, alega não ter sido avisada sobre o tipo de perguntas que receberia.

O caso repercutiu nas redes sociais; confira algumas reações abaixo.

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.