Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Globo ignorou debate e até apelo de Galvão em demissão de Mauro Naves

UOL Esporte

2011-07-20T19:04:00

11/07/2019 04h00

Mauro Naves foi demitido da Globo por seu envolvimento no caso Neymar (Crédito: Reprodução/TV Globo)

Tão logo decidiu afastar Mauro Naves de sua cobertura esportiva por conta do envolvimento no caso Neymar, o Grupo Globo já estava decidido a não ter o jornalista novamente em sua programação. Munida do que classificou de "questões muito delicadas", a cúpula da empresa rejeitou qualquer debate interno – abaixo da alta diretoria – e discutia apenas como se daria o desligamento do profissional, que tinha contrato de prestação de serviços até dezembro de 2021.

Nem mesmo um apelo de Galvão Bueno fez a Globo reavaliar a decisão. Amigo pessoal e companheiro do repórter em décadas de cobertura de seleção brasileira, o narrador tentou procurar a direção em uma tentativa de reverter o caso. Escutou que não haveria qualquer conversa e que o grave caso já estava decidido.

O recado interno era claro. A Globo se julgava amparada pela decisão de afastar Mauro e não queria papo. Manifestações de colegas do repórter, então, passaram a ser evitadas. Casagrande, que postou mensagem de apoio ao amigo no dia do afastamento, se calou sobre o caso. Galvão idem. Bem como todos os outros jornalistas da casa.

Com a decisão de romper o contrato selada, a Globo comunicou oficialmente a saída de Mauro Naves na tarde da última segunda-feira (8). Novo incômodo interno. Desta vez, no entanto, sem pedidos ou diálogos com a cúpula.

O núcleo dos principais repórteres não aceitou bem a saída daquele que todos chamavam de "presidente" – pelo prestígio e 31 anos de história na casa. A revolta dominou os corredores da empresa.

A cúpula, por sua vez, mantém a tranquilidade com a decisão e assegura ter motivos para não querer seguir com Mauro. No comunicado de afastamento, lido por Willian Bonner no Jornal Nacional, a Globo falou que havia "evidências de que as atitudes dele neste caso contrariaram a expectativa da empresa sobre a conduta de seus jornalistas". E manteve a opinião.

Procurada, a Globo disse que não falaria mais sobre o caso, uma vez que já tinha se posicionado sobre a saída de Mauro Naves e via o caso como encerrado.

"O Grupo Globo e o jornalista Mauro Naves decidiram encerrar consensualmente o contrato de prestação de serviços que mantinham. O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Mauro Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece os 31 anos de dedicação e colaboração", disse o único comunicado global sobre o assunto.

Mauro Naves mantém o silêncio e ainda alinha detalhes finais a respeito do valor que receberá pela rescisão com a Globo e da oficialização de sua saída.

 

Por Pedro Ivo Almeida
Do UOL, em São Paulo

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.