Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Galvão esperava lista mais arrojada e diz que Neymar não pode ser capitão

UOL Esporte

2017-05-20T19:13:53

17/05/2019 13h53

Reprodução/SporTV

O narrador da TV Globo Galvão Bueno disse que esperava uma convocação mais arrojada de Tite para a disputa da Copa América. Em participação no programa "Seleção SporTV", Galvão disse que considerou a lista boa de forma geral, mas apresentou suas divergências em relação ao treinador.

"Não vou dizer que achei ruim, que é absurdo, que alguns dos nomes deveria ficar fora… Mas eu esperava uma sequência da renovação dos amistosos. Tenho questionamentos a fazer", iniciou Galvão, que ao longo sua explanação concordou com a classificação do apresentador André Rizek de que foi uma lista conservadora. "Deveria ser mais arrojada", disse Galvão.

Veja também 

Tite convoca Brasil para Copa América com Neres, Fernandinho e sem Vini Jr.
Convocados, Cássio e Fagner admitem "pressão muito grande" sobre seleção

As divergências de Galvão se concentraram em três pontos: na convocação de Thiago Silva depois de uma artroscopia no joelho, da presença de dois veteranos na zaga e na convocação de Fernandinho em vez de Fabinho, do Liverpool.

"Se o Thiago Silva fez uma artroscopia dia 7 (de maio), e dez dias depois é convocado, porque o Vinicius Jr que já voltou a jogar não pode? Uma questão de ele estar com preferência. O Mauro (Naves) disse que esperava que dos dois (zagueiros) veteranos (Thiago Silva e Miranda), um ficasse de fora. Não seria melhor o Dedé ou o Geromel? Eles têm extrema capacidade, jogam em grandes clubes e com capacidade de jogar, ou de serem reservas", disse.

"O Fernandinho fez um grande Campeonato Inglês. É um grande jogador. Não deu sorte em duas Copa do Mundo. Parece muito mais uma questão de respeito, porque eu esperava o Fabinho, que mostrou competência, qualidade. É aquele cara que coloca a camisa e diz 'vim para jogar'", completou.

Ele ainda disse que preferia Danilo a Fagner na lateral direita. "Eu, por exemplo, teria o Danilo e não o Fagner. Teria Dedé ou Geromel. Acho muito bom ele ter o Everton, o Richarlison. No geral, longe de ser uma tragédia, mas algum ajuste aqui, outro ali", disse.

Galvão, no entanto, ressaltou que não considerou a lista um desastre.  "O time é bom, a convocação não é um desastre. Tem a ótica do Tite. Gostaria que fosse mais arrojada e não tão conservadora. Principalmente na defesa. Mas queria destacar Everton e Richarlison, que foram reconhecidos, ganharam espaço. Tem seleção para ganhar a Copa América? Tem", disse

Sobre Neymar, Galvão disse que Tite fez certo em convocá-lo. Porém, ressaltou que esta é a oportunidade perfeita para fazer a troca na braçadeira de capitão, já que o atacante agrediu um torcedor rival em jogo do PSG na Copa da França.

"(Ser capitão) Não é só dentro de campo, mas de vida e posicionamento. Um jogador pode ser craque, mas pode não ter a postura. Não é uma questão de uma oportunidade de o Neymar deixar de ser capitão. Ele não pode ser capitão depois do que aconteceu, O Tite que escolha outro. Se é o Daniel Alves, se é o Thiago Silva, se é o Marquinhos", disse.

"O Neymar não pode. Convocado, tem que ser. Não vi a comissão técnica, imediatamente, falando com ele. O Tite disse: 'Eu vou conversar com ele'. O Douglas Costa, quando teve aquele ato horroroso de cuspir no adversário, não foi convocado. O Neymar não é mais menino, e ele não tem o perfil para ser capitão. Acho que é uma oportunidade para que a troca seja feita. A punição tinha que ser essa: não pode ser capitão", disse.

 

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV