Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

EI estreia no Brasileirão com transmissão inspirada na Champions

Chico Silva

2028-04-20T19:22:22

28/04/2019 22h22

"Enfim chegou a hora e o dia que a gente tanto esperou e que a gente tanto sonhou. E a gente se preparou muito para esse momento de ter o Campeonato Brasileiro no Esporte Interativo e na TNT. E hoje vai ter o atual campeão brasileiro da Série A, o Palmeiras, contra o campeão brasileiro da Série B, o Fortaleza".

Eram pontualmente 17h50min quando a apresentadora Tayna Espinoza deu o pontapé inicial da primeira transmissão de um jogo de Campeonato Brasileiro realizada exclusivamente por um canal que não seja do Grupo Globo. Tinha início assim a relação da TNT/Turner com o futebol brasileiro. Marcou também o fim de uma longa espera iniciada em 2014, quando os executivos da Turner, o grupo americano que adquiriu o controle do extinto Esporte Interativo, deram o pontapé inicial daquilo que foi definido pelo narrador André Henning como um "sonho impossível".

Leia Mais
Quer assistir aos jogos do Palmeiras no Brasileiro? Assine o EI Plus no UOL Esporte Clube
+ A gente se vê por aí: O que muda no primeira Brasileirão após fim do monopólio da Globo
+ Brasileiro inicia sem vender parte de seus direitos por confusões da CBF

Nas redes sociais do Esporte Interativo, a transmissão começou às 16h56min. Spinoza e o comentarista do UOL e da TNT, Mauro Beting, falaram do gramado. Monique Danello e Rodrigo Fragoso cuidaram das reportagens de campo. Na cabine, Henning teve a companhia de Vitor Sérgio Rodrigues, que dividiu os comentários com Beting. A grande atração da cobertura das redes foi a apresentação dos 20 torcedores fanáticos, com foco em Lucas Frotinha, o apaixonado palmeirense que assina o perfil Vida Alviverde, com 69 mil seguidores no Instagram, e Dudu Damasceno, o louco pelo tricolor cearense, seguido por 14,1 mil na mesma rede social. O engajamento nas redes foi um dos critérios para escolha dos torcedores, a grande aposta da Turner no Brasileirão. Os dois torcedores também fizeram vídeos das arquibancadas e foram acompanhados por uma equipe do canal, que filmou suas reações durante a partida.

No aspecto comercial, goleada do SporTV

Na abertura dos trabalhos, a Turner também anunciou seus patrocinadores para o Brasileirão. Foram apenas dois: o banco Bradesco e o site de apostas Sportingbet. No aspecto comercial a Turner levou uma goleada do SporTV, seu único concorrente na tevê paga. O canal do grupo Globo conta com seis patrocinadores para o campeonato: Brahma (Ambev), Bradesco, Fiat, Ipiranga e Vivo e o mesmo Sportingbet. Tudo bem que a economia do País não vive um grande momento. Mas a receita publicitária ficou aquém da importância do principal produto esportivo do grupo ao lado da Champions League. Outro detalhe que chamou a atenção no pré-jogo foi a exibição de imagens dos vestiários dos dois times, algo comum nos jogos da Liga dos Campeões, que antes do Brasileirão era o principal produto da Turner.

A transmissão em si começou com um André Henning acelerado. Logo após o show de abertura do campeonato, comandado pelo cantor Di Ferreiro, ex-NX Zero, o locutor anunciou a escalação do Fortaleza antes mesmo da arte com o nome dos jogadores terminar de ser exibida. A TNT contou com 16 câmeras no Allianz Parque. Um recorde para o canal. A principal diferença em relação à imagem do Sportv foi a opção por um ângulo mais aberto da câmera principal, aquela que garante a visão panorâmica do gramado. Outro ponto que merece destaque, pelo aspecto negativo, foi a grafia do placar. A arte parecia rudimentar.

Protocolo do VAR é diferente no EI

Aos nove minutos do primeiro tempo, se notou talvez aquela que foi a principal diferença em relação à concorrente do Grupo Globo. Dudu, do Palmeiras, teve um gol anulado por impedimento. Ao contrário do SporTV, que opta por não mostrar replays do lance enquanto o juiz consulta o VAR, a TNT replicou o modelo que adota na Liga dos Campeões e reprisou a jogada antes mesmo do parecer definitivo do árbitro. Segundo o comentarista de arbitragem do canal, Péricles Bassols, o juiz acertou. No mais o corintiano Henning, famoso pela animação e excesso de "ós" nos gols que narra, teve a chance de gritar quatro do arquirrival Palmeiras na primeira das 42 partidas que o canal irá transmitir nesse Brasileirão. Haja gritaria e emoção.

 

Chico Silva é jornalista com passagens por veículos como Lance!, IG, IstoÉ e Brasil Econômico. Trabalhou na comunicação do Ministério do Esporte nos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 e nos Jogos Rio 2016. Cobriu a Copa de 2014 pelo jornal O Dia do Rio de Janeiro.

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV