Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Casão reprova efetivação de Jardine e gosta de possível retorno de Carille

UOL Esporte

27/11/2018 14h42

O empate sem gols contra o Sport irritou a torcida do São Paulo na última segunda-feira. Em seu primeiro jogo como treinador efetivo do São Paulo, André Jardine não conseguiu colocar o Tricolor no G-4 do Brasileirão.

Para o comentarista Walter Casagrande, a diretoria são-paulina errou ao bancar Jardine. "Não é ambiente para levar um treinador ainda inexperiente para o time principal. Ano que vem vai ser pesado para o São Paulo. A cobrança será grande. Ele não tem experiência o suficiente para aguentar esta pressão, a não ser que comece tudo andando, jogando bem, com o time ganhando. Agora, se começar a complicar, é uma pressão muito grande para ele", opinou.

Ainda sobre treinadores, o ex-jogador falou sobre o possível retorno de Fábio Carille para o Corinthians. "Acho que seria bom para o Corinthians o retorno do Carille. É um treinador que ganhou muitos títulos em pouco tempo", defendeu Casão, que ainda falou sobre a passagem de Jair Ventura.

 

"Eu gosto do Jair, boa pessoas, bom treinador, mas o Corinthians não mudou em nada. Ele não tem responsabilidade, mas o Corinthians ficou na mesma posição, não teve uma evolução", completou.
Pensando na próxima temporada, o comentarista falou sobre as situações de Santos e Palmeiras. Sem contar com Cuca, o Peixe ainda perde Gabigol e Rodrygo. Sendo assim, Casão aconselha o clube a olhar para as categorias de base.

"Os clubes de São Paulo, fora o Palmeiras, tem uma situação financeira complicada. Não tem muito o que fazer ou quem contratar. O Santos tem uma base que sempre funciona e é ali que o time tem que se virar. O Santos tem que pegar garotos da base bons, colocar no time titular para evoluir e segurar a onda. O Santos sempre se saiu bem com jogadores da base", analisou.

No que diz respeito ao atual decacampeão brasileiro, Casagrande lamentou a ausência de William, que lesionou o joelho no lance do gol da vitória contra o Vasco, e contou que, se fosse o atacante, não teria se arriscado na jogada. "O Palmeiras seria campeão do mesmo jeito. O William é muito importante e fez um ano maravilhoso e seria ano que vem também. O Palmeiras seria campeão domingo agora", defendeu.

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV