Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Dinei diz que passou aperto no Allianz e hoje não provoca mais o Palmeiras

UOL Esporte

09/10/2018 09h26

 

Reprodução/Esporte Interativo

Ídolo e campeão brasileiro pelo Corinthians em 1990, 1998 e 1999, o ex-jogador Dinei revelou que decidiu parar de usar um apelido pejorativo que criou para o Palmeiras em 2016, por conta de uma história com Ademir da Guia neste ano.

Naquela ocasião, no programa "Os Donos da Bola", da Band, Dinei começou a chamar os palmeirenses de "Peppa Pig", referencia ao desenho protagonizado por uma porca – animal símbolo da torcida do Palmeiras.

Segundo Dinei, ele é bem amigo de Ademir da Guia, o "Divino", maior ídolo palmeirense e líder da chamada Academia, nos anos 60 e 70.

Certo dia, ele foi buscar Ademir num evento no Allianz Parque, e acabou quase sendo hostilizado por adeptos alviverdes. Foi quando ele revelou a amizade com o craque clássico.

"Hoje eu não falo mais 'Peppa Pig', porque eu respeito a torcida do Palmeiras. Um mês atrás eu fui fazer um evento com o maior ídolo deles, o Ademir da Guia, no Allianz Parque. Eu não sabia que era evento lá, e acabou que uns caras começaram a balançar meu carro, quando passei na frente de um bar na frente do estádio deles. Eles perguntaram se eu tava 'tirando' eles e eu: 'pô, o maior ídolo de vocês vai sentar aqui no meu carro, vim buscar ele"', revelou o ídolo do Corinthians ao programa "No Ar com André Henning", do Esporte Interativo.

Mesmo tendo o respeito da torcida, ele admite que ainda tem pouco de medo, mas que agora prega a paz com o Palmeiras: "Depois disso, os caras falaram que começaram a gostar de mim, porque não sabiam que eu era amigo. Mas dá medo (risos). Agora, eu respeito a torcida do Palmeiras".

Além disso, Dinei criticou a atual geração de jogadores, dizendo que a grande maioria se acha muito mais do que é, principalmente garotos que acabaram de subir das divisões de base.

"Os artistas, o Francisco Cuoco, a Fernanda Montenegro, eles são gigantes e falam entre eles mesmos. Agora, essa molecada nova sobe e já se acham, ninguém fala com ninguém. Por isso mesmo que já mandei essa gente pra casa do chapéu lá, e muito bem mandado", detonou o jogador.

Por fim, ele opinou ao dizer que a violência no futebol está muito pior. "Eu tomei bico na canela da Gaviões e eu andava com os caras. Mas hoje está pior", disse Dinei

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV