Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Agência demora em tratativas e dificulta exibição do Francês no Brasil

UOL Esporte

22/09/2018 07h15

Cinco rodadas já se passaram na atual edição do Francês, sem nenhuma partida exibida em canais brasileiros

Os canais que negociam os direitos do Campeonato Francês estão incomodados com a demora da BeIN, agência que faz a intermediação das tratativas, para responder quesitos importantes do negócio.  Até a única exibidora atual, a TV5 Monde Brasil, tem sido prejudicada.

A reportagem apurou que a agência demora até três semanas para retomar contatos básicos, como questionamento de valores, por e-mail, o que dificulta um acordo.

Além disso, propostas financeiras demoram ainda mais. Documentos oficiais são analisados com muito cuidado pela agência, e isto é elogiado, mas o retorno é lento e demorado, o que chega a irritar alguns executivos.

A demora da BeIN em relação a isto é provada até com o caso da TV5 Monde, emissora francesa que tem sinal no Brasil e transmite um jogo por semana, nas tardes de sábado. Renovado neste ano, o contrato entre a liga e a TV5 ainda não teve a parte que cabe a BeIN enviada ao Brasil, o que torna a atual exibição algo como "acordo de cavalheiros".

Esta demora tem prejudicado a TV5, que não fez ações maiores de divulgação de sua exclusividade do Francês no Brasil por isto. Todavia, o canal espera resolver essa questão até o fim deste mês de setembro.

Alice Pereira, gerente de comunicação da TV5 Monde no Brasil, informa que já ocorrem conversas para ações e que a repercussão da exibição, mesmo com a transmissão ocorrendo em idioma original, tem sido boa para o canal.

"Nas redes sociais, as mensagens aumentaram e a repercussão tem sido muito boa para nós. Não esperávamos ter essa exclusividade, mas agora estamos celebrando que isso aconteceu", afirmou a executiva para a reportagem.

A TV5 Monde é um canal à la carte nas TVs pagas – ou seja, precisa-se pagar além da assinatura normal para tê-lo. Sua audiência não é medida de forma linear, como os outros canais normais, e sim por base de assinantes.

"Não pagamos o Ibope, é muito caro. De forma regular, a NET nos informa nossa base de assinantes, que tem crescido nos últimos anos", concluiu a diretora.

A BeIN é uma agencia do Qatar, e seu conglomerado de mídia foi fundado em 2014. Envolve inúmeras empresas de esporte e mídia em várias partes da Europa, incluindo o canal de TV BeIN Sports – este último tem entrada na Ásia e nos Estados Unidos.

Possíveis interessadas no Brasil não falam oficialmente sobre a questão envolvendo a BeIN. A ESPN afirmou que não comenta sobre negociações. Já a Globo preferiu não se pronunciar também. Por fim, procuramos a BeIN desde o último dia 12, mas nossos contatos não foram respondidos até o fechamento desta matéria.

Gabriel Vaquer
Colaboração para o UOL Esporte

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV