Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Casão se diz em luto por jogo e detona "renúncia ao futebol" do Corinthians

UOL Esporte

13/09/2018 13h31

Reprodução/SporTV

Comentarista do Grupo Globo, Walter Casagrande Júnior criticou nesta quinta-feira (13), em participação no programa "Seleção SporTV", o nível do futebol no empate por 0 a 0 entre Flamengo e Corinthians, disputado na última quarta no Maracanã e válido pela semifinal da Copa do Brasil.

O ex-jogador se mostrou decepcionado principalmente com a atuação corintiana, que classificou como "renúncia ao futebol". Vestido de preto, ele aproveitou o gancho de outro comentarista presente no programa, Petkovic, para iniciar o seu desabafo.

"Está vendo a cor do meu paletó? Homenagem ao futebol de ontem…", disse Petkovic, mostrando a cor de sua roupa, e deixando o gancho para Casão iniciar os seus comentários.

"Estou na mesma linha do que ele. Sempre uso preto, mas hoje tem significado totalmente (de acordo). Luto pelo jogo que teve, talvez de luto pelo Corinthians e um pouco de luto pelo futebol brasileiro que se joga aqui. É muito raro ver um jogo muito bom aqui", disse Casão.

"E o Corinthians… No domingo, não deu um chute. Ontem, deu três, nenhum escanteio. Isso não é retranca, não é se defender. É renunciar a jogar futebol. Daí não dá. O torcedor vai e paga um ingresso que é caro. Estava lotado… Se fosse teatro, cinema, saía e pedia o ingresso de volta. Ia colocar uma ação na Justiça porque pagou por um espetáculo que não foi", completou o ex-jogador, concordando com o apresentador André Rizek quando ele sugeriu o Procon ao torcedor.

Para Casão, o Flamengo também deixou a desejar, mas ao menos buscou o ataque. O comentarista ainda lembrou o clássico contra o Palmeiras, no último domingo, no qual o Corinthians foi derrotado por 1 a 0.

"Uma semifinal entre Corinthians e Flamengo e não acontece nada? Não teve nada. Espetáculo, nada. O Flamengo ainda tentou fazer alguma coisa, mas o Corinthians… Se não tem o Cássio nestes dois jogos… Ontem nem tanto, mas tomaria 4, 5 do Palmeiras.", afirmou.

Casão elevou o tom de cobrança ao explicar o motivo de ver renúncia ao futebol na postura do Corinthians. "O elenco não tem condições, não tem jogador para que seja diferente disso (jogar mais na defesa), mas tem de querer ser um pouco melhor do que isso. Renunciar eu não admito. Se defender, tudo bem. Renunciar não pode. Você vai renunciar a fazer uma narração, renunciar a fazer uma reportagem? Os jogadores…. Os jogadores, não. O esquema, com o treinador, eles renunciaram a fazer o trabalho deles, cacete, que é ganhar o jogo", disse.

Em sua avaliação, o discurso não é falar abertamente pelo 0 a 0, mas de conquistar pontos dentro desta proposta para se manter competitivo.  Assim, ele imaginou como deve ser o discurso no vestiário corintiano. "Deve ser assim: 'Nós vamos tentar empatar com o Flamengo no Maracanã e ficar atento para não descer muito no Brasileiro. Vamos se defender, tentar empatar fora, ganhar um joguinho lá, um joguinho cá, para focar no meio da tabela'", disse.

Em meio a críticas, Casagrande disse que o meio-campista Araos pode ajudar o Corinthians a ter um pouco mais de vocação ofensiva. "O Corinthians tem dificuldades de jogadores de qualidade , e este jogador tem", disse, cobrando mais chances ao chileno.

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV