Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Mesmo com CR7 e Neymar, preço empaca Italiano e Francês na TV brasileira

UOL Esporte

05/08/2018 04h00

(fotos: divulgação/Juventus e divulgação/PSG)

As negociações pelos direitos de transmissão do Campeonato Italiano e do Campeonato Francês na TV brasileira estão estagnadas. Enquanto o primeiro torneio está valorizado pela chegada de Cristiano Ronaldo, o segundo sofre por não ter atrativos além do PSG de Neymar.

Esporte Interativo, ESPN Brasil, Fox Sports e grupo Globo negociam com a IMG, agência que vende os direitos do Italiano. Mas, segundo apurou o UOL Esporte, as quatro emissoras reclamaram do alto preço pedido pelos direitos.

A IMG está pedindo pelo menos US$ 25 milhões (mais de R$ 90 milhões) por ano por um contrato de três anos. Ou seja, direitos garantidos até a temporada 2020/2021, pelo menos na TV nacional.

Os canais argumentam que o valor é extremamente alto por um campeonato que não vive seu auge, mesmo que a chegada de CR7 aumente o interese do público. A IMG diz que o Italiano tem recuperado sua tradição e competitividade.

Além disso, nenhuma das emissoras tem aceitado três anos de direitos; a avaliação é de que é arriscado por se tratar justamente da liga que mais desceu de nível nos últimos anos.

A IMG tem se assustado e está preocupada, pois não quer que o Italiano se inicie sem uma definição nesse sentido.

No entanto, como noticiou o Blog do Ohata na semana passada, é grande a probabilidade disto ocorrer. O Italiano está marcado para se iniciar no dia 19 de agosto, com o jogo entre Chievo x Juventus.

Enquanto existe indefinição na TV paga, a questão já foi definida na TV aberta. A Band, que chegou a fazer consulta pelos direitos do Italiano, o descartou por falta de recursos financeiros.

Até a temporada passada, os direitos da Série A Italiana eram do Fox Sports em função de um acordo que envolvia toda a América Latina. Aqui no Brasil, a emissora também sublicenciava os jogos para a ESPN Brasil.

Agência pede valor alto demais e preocupa único grande interessado 

Até aqui, o Campeonato Francês teve um único grande interessado: o Fox Sports. A emissora quer o campeonato porque sentiu grande retorno ao exibir Neymar e companhia na temporada passada, com os jogos da Copa da França.

Além disso, a emissora quer se aproximar ainda mais do estafe de Neymar, algo que já vem acontecendo nos últimos tempos. Em julho, a emissora patrocinou o leilão beneficente promovido pelo instituto do jogador.

O grande entrave para as negociações vingarem é a agência BeIN, que negocia diretamente os direitos com as emissora. No início deste ano, ela fez uma licitação pelos direitos do Francês, mas os objetivos financeiros não foram atingidos.

Para vender os direitos da competição, a BeIN tem pedido pelo menos US$ 20 milhões/ano (R$ 74 milhões), com três anos de contrato. No total, seriam US$ 60 milhões (R$ 222 milhões), o que fez os valores do Francês serem os que mais subiram desde a última licitação, há três anos.

Segundo apurou a reportagem, o grupo Globo gastou cerca de US$ 6 milhões/ano (R$ 22 milhões) quando adquiriu seus direitos, há anos. Ou seja, os valores mais que triplicaram. O canal do conglomerado de Rupert Murdoch até quer valorizar o Francês, mas não aceita as quantias exigidas.

Gabriel Vaquer
Colaboração para o UOL

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV