Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Rômulo Mendonça vai narrar final da NBA após repercutir em programa nos EUA

UOL Esporte

09/05/2018 16h26

Popular por comandar transmissões descontraídas na ESPN, o narrador Rômulo Mendonça será pela primeira vez a voz da emissora nas finais da NBA. O comunicador mineiro foi o escolhido para viajar aos Estados Unidos para conduzir os trabalhos na decisão da liga de basquete norte-americana, a partir de 31 de maio.

Assim, Rômulo tem a oportunidade de ocupar um espaço que foi do colega Everaldo Marques nos últimos anos. A decisão de 2018 será a grande oportunidade do criador de bordões como "mensageiro do caos", "aqui não, queridinha", entre outros tantos.

"A NBA é certamente a liga que eu mais acompanhei desde criança. Realmente é uma satisfação sensacional. Eu acompanhando a NBA em 1992, quando tinha 10 anos, e 26 anos depois tendo a oportunidade de fazer as finais in loco. É uma coisa que eu nunca ia imaginar mesmo", afirmou Rômulo Mendonça em entrevista ao UOL.

"Dueto" com LeBron

Ao alto de seus 33 anos, LeBron James talvez viva a maturidade de seu potencial técnico nestes playoffs da NBA. Rômulo Mendonça teve a chance de narrar recentes partidas emblemáticas do ídolo do Cleveland Cavaliers, com o astro decidindo nos segundos finais.

Uma narração do brasileiro em particular viralizou e inclusive foi parar na versão americana do Sportscenter, noticiário da ESPN ("LeBron roubou meu coração").

Dias depois, Rômulo usou sua conta no Twitter para agradecer a estrela da NBA por outra atuação decisiva: "Papai Lebrão, obrigado pela oportunidade de mais uma narração dessa. Te amo. Beijos".

"Nessa era de redes sociais, de intolerância, as pessoas são cada vez mais clubistas, não importa o esporte. Mas eu sou da linha de enaltecer quando o cara é um gênio. Mesmo que alguém que torça contra fique irritado com isso. É algo raro testemunhar uma era em que um jogador é indiscutivelmente um dos melhores da história no esporte que ele pratica", comentou o narrador na entrevista ao UOL. "Impressionante, a melhor versão do LeBron é agora na sua 15ª temporada", emendou.

A ESPN divide com o Sportv as transmissões da NBA no país, mas tem exclusividade de direitos das finais para o território brasileiro. Atualmente a liga vive os dias finais da segunda rodada de playoffs. Três times já estão classificados para as finais de conferências: Houston Rockets e Golden State Warriors (Oeste), além do Cleveland Cavaliers (Leste).

Informação sustenta estilo de humor

Com sete anos de ESPN, Rômulo Mendonça cativou o público através de jargões e brincadeiras, principalmente em transmissões de esportes americanos. Na Olimpíada de 2016, o narrador ganhou bastante visibilidade na casa ao conduzir as partidas de vôlei, com mais de 30 jogos, culminando na partida que deu o ouro à seleção masculina do Brasil.

"Eu gosto muito de fazer as ligas americanas, mas fazer o vôlei foi a junção de duas coisas. A Olimpíada não tem nada maior, como evento esportivo nada supera. E além disso, eu fiz um esporte que é popular no país, fazer transmissões com a seleção brasileira, para um público diferente do meu público recorrente, com um perfil muito mais diversificado. Nos primeiros dias teve um choque, pelo meu estilo, mas depois uma adaptação e no final uma aceitação. Não importa o que vier, os Jogos Olímpicos do Rio e o voleibol nortearam o que eu posso conseguir a mais na minha carreira", comentou.

"A base de narração é informação. Tá bom, eu faço humor. No vôlei, se eu não tivesse demonstrado para quem acompanha o vôlei, e que não me conhecia, de que eu estava por dentro do que estava acontecendo, o impacto do meu humor teria uma duração mínima. A preparação de informação é fundamental até para sustentar meu próprio estilo", argumentou o profissional, que diz ter Osmar Santos como principal referência técnica no ofício.

Por Bruno Freitas
Do UOL, em São Paulo

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV