Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Após fim de programa, apresentador da Band pede desculpa às mulheres

UOL Esporte

22/02/2018 21h00

A repercussão negativa e o fim do programa Os Donos da Bola, da versão goiana da TV Bandeirantes, levou o apresentador Beto Brasil a pedir desculpa a todos que se sentiram ofendidos pela polêmica machista em que se viu envolvido, em especial as mulheres.

“Eu estou aqui para me retratar e pedir desculpa a você, mulher que se sentiu ofendida. À Karol [Barbosa], musa do Goiás Esporte clube, ao Goiás Esporte Clube, ao Atlético Clube Goianiense, ao Vila Nova, e a todos os torcedores do futebol goiano… Em especial as mulheres”, disse.

“Sou um homem casado, tenho 30 anos de casado. Tenho uma filha de 19 anos, tenho várias irmãs. Eu sei o valor que tem uma mulher. Então não pegou bem, eu sei. A gente nota a repercussão negativa do meu nome, mas quem me conhece sabe o meu perfil”, continuou Beto.

“Você, mulher que ficou chateada, tem razão. É por isso que eu estou aqui, de coração, para pedir a todos vocês: desculpa”, encerrou. Afiliada da Band no estado, a TV Goiânia anunciou o fim do programa nesta quinta-feira (22), horas depois de a produção argumentar que tudo havia sido uma iniciativa para “chamar a atenção sobre o respeito às mulheres''.

“Pedimos desculpas por quaisquer constrangimentos causados, e como prova de que não compactuamos com o conteúdo veiculado, nem qualquer tipo de discriminação, a emissora decide desde já pela RETIRADA do programa do ar”, escreveu a emissora, que se desculpou pelo quadro.

De acordo com apuração do UOL Esporte, a Band de São Paulo fez pressão sobre a afiliada. O recado da emissora era para que a diretoria goiana “resolvesse a situação''. Posteriormente, o grupo do Centro-Oeste optou por encerrar o programa.

O vídeo foi publicado nas redes sociais do próprio Beto Brasil. Pelo Twitter, o apresentador segue responsabilizando a produção do programa pelas perguntas com teor sexual feitas às torcedoras dos clubes goianos.

“Para aqueles que estão me criticando e me ofendendo, não fui a favor e não sabia nada do teor das perguntas do Desafio das Musas. Como apresentador em um programa ao vivo, fui induzido a fazer aquelas perguntas assim mesmo pelo diretor do programa, através do ponto eletrônico”, publicou.

Entenda o caso

A rivalidade que os dois clubes nutrem tem quase 75 anos de idade, mas Goiás e Vila Nova se uniram fora dos gramados para exigir a retratação da TV Goiânia e da Federação Goiana de Futebol (FGF). A emissora, que é afiliada da Bandeirantes, causou polêmica nesta quarta-feira (21) ao fazer comentários de teor sexual para a musa do Esmeraldino, Karol Barbosa.

O caso ocorreu durante o programa Os Donos da Bola, no qual o apresentador Beto Brasil fez perguntas como “se o seu nutricionista mandar você chupar uma laranja porque faz muito bem para a saúde, você chuparia um saco por dia?” e “em um clássico contra o Vila, se o juiz põe pra fora, você mete a boca?”.

Além disso, a TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo no estado e responsável por selecionar a Musa do Goianão, passará a não permitir mais que as representantes de outras equipes participem no canal. O Atlético-GO também se manifestou contra a atitude.

Xará de Karol Barbosa, a torcedora Karolina Rodrigues, do Vila Nova, também foi alvo do mesmo comportamento de Beto Brasil no dia 9 de fevereiro. “Se quem não tem perna é perneta, quem não tem punho é o quê?”, questionou ele. A moça se viu obrigada a dar uma resposta constrangedora – que não reproduziremos neste texto.

Representante do Vila, Karolina Rodrigues foi constrangida com a pergunta acima (foto: reprodução/TV Goiânia)

Em contato com o UOL, ela revelou que seu pai é amigo do apresentador, mas deixou claro seu desconforto com a situação à qual foi exposta. “Não sei quem elaborou as perguntas, mas realmente fiquei constrangida com essa. Até pelo fato de não ter nenhuma ligação com o futebol”, disse Karolina Rodrigues.

O posicionamento inicial da TV Goiânia tentou diminuir a polêmica. “Eu não entendi porque o Goiás ficou tão nervoso, porque foi feito em comum acordo e ela topou. É um programa descontraído, tem um tom humorístico. A gente não está fazendo algo para contribuir com a discriminação de mulheres, jamais. Não tem nada a ver com isso, é um quadro de humor'', afirmou Leandro Vieira, coordenador do núcleo artístico do canal.

Antes do anúncio do fim do programa, o funcionário da emissora chegou a prometer que repetiria o quadro e as mesmas brincadeiras com torcedoras de outros times, mas Karolina Rodrigues lamentou pela postura.

“Acho que sim, ainda mais pela imagem feminina. O programa dele é de tema esportivo, então deveria interagir com a mulher dentro do assunto do esporte. E não com constrangimentos que não tem nada a ver”, respondeu.

Ao contrário do que Leandro Vieira disse à reportagem do UOL, a musa do Goiás, Karol Barbosa, alega não ter sido avisada sobre o tipo de perguntas que receberia.

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV