UOL Esporte vê TV

Secretário da CBF se irrita com entrevista e critica "ideologia" da ESPN

UOL Esporte

06/02/2018 16h29

Walter Feldman, secretário-geral da CBF, se irritou durante o programa Bate Bola Debate, da ESPN Brasil, nesta terça-feira. O dirigente não gostou de algumas perguntas feitas pelos integrantes da atração e criticou a ideologia da emissora.

Durante toda a conversa com os integrantes da atração, Feldman demonstrou certa insatisfação com as perguntas de “caráter ideológico”. No fim, ele agradeceu a participação na atração e até citou o fato de alguns funcionários da ESPN terem participado de um protesto em frente a CBF no ano passado.

“Olha, eu tenho que iniciar neste momento a reunião do conselho técnico da Série B, eu agradeço penhoradamente a oportunidade de fazer a nossa manifestação em relação ao VAR, mas quero dizer que esse posicionamento dificulta a necessidade que temos de fazer esclarecimento, porque sempre descamba para o caráter ideológico que a ESPN tem. Particularmente, quando veio aqui em frente [à sede da entidade] fazer o movimento ‘Ocupa CBF’. Vocês têm que mudar, o mundo está mudando, o futebol brasileiro está mudando e vocês ficam na mesma posição”, falou.

“Você acha que o mundo está mudando para melhor? Eu não acho”, retrucou Celso Unzelte, já com Feldman se despedindo de sua participação. “Acho que foi legal, porque para bom entendedor, meia palavra basta. Esse tipo de postura deve campear nessas reuniões, entre essas pessoas, é isso aí, só querem ouvir o que eles querem ouvir”, acrescentou. Feldman já havia desligado o telefone.

Um dos principais incômodos de Feldman foi com as perguntas do comentarista Leonardo Bertozzi que questionava o fato da CBF não arcar com os custos de árbitro de vídeo. O jornalista chegou a perguntar o motivo da CBF administrar o Campeonato Brasileiro se dava prejuízo para a entidade. Em determinado ponto, o secretário-geral falou sobre usar a situação como “palanque”.

“Eu fui chamado educadamente para uma entrevista ou para assistir a um palanque?”, questionou. “Até porque aqui ninguém é político, é político que usa palanque”, respondeu Unzelte.

Antes do desabafo final, Feldman já havia ameaçado parar a entrevista devido aos questionamentos que estava sofrendo. “Me parece que as questões foram respondidas e evidentemente tem um posicionamento ideológico doutrinário por parte da ESPN que me parece que seria mais adequado nós encerrarmos a nossa entrevista”.

Para evitar o fim da entrevista, o apresentador Bruno Vicari tentou mantê-lo no ar. “Não, Feldman. Só para deixar claro que a discussão não é essa, tanto que existe uma ótima relação da Bundesliga com a Federação Alemã, como acontece em Portugal, na Itália e nesses países a federação acaba bancando o VAR, como no caso da Copa do Mundo não são as seleções que bancam, é a federação que banca.”

“São características diferentes. Vocês não podem fazer uma comparação rasa, são características de patrocínio, de financiamento, faz isso por outras motivações”.

Foto: Reprodução/ESPN Brasil

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais UOL Esporte vê TV

Topo