Topo
UOL Esporte vê TV

UOL Esporte vê TV

Neymar individualista volta a incomodar Galvão: "Como se estivesse no PSG"

UOL Esporte

14/11/2017 20h43

Reprodução/Rede Globo

A nova forma de jogar de Neymar, mais centralizado e individualista, frequente desde que passou a ser jogador do Paris Saint-Germain, definitivamente não vem agradando a Galvão Bueno e comentaristas da Globo que, assim como ocorreu na vitória por 2 a 0 sobre o Equador, pelas Eliminatórias, criticaram a maneira de atuar do principal craque da seleção no empate por 0 a 0 com a Inglaterra, amistoso disputado nesta terça (14) em Londres.

Por inúmeras vezes ao longo da transmissão, Galvão, Walter Casagrande e Júnior demonstraram insatisfação com o atacante por prender demais a bola. “O Neymar talvez pudesse jogar mais aberto pela esquerda'', afirmou o narrador, ainda no primeiro tempo, sugerindo que o craque brasileiro jogasse de forma mais semelhante com o que fazia no Barcelona.

“A bola quando chega no Philippe Coutinho e no Neymar, está travando demais'', criticou, já no intervalo, insatisfeito com a demora dos jogadores para soltarem a bola. “Vocês não acham que eles estão tentando jogar demais eles dois só com eles dois?''.

O excesso de individualismo de Neymar e a opção por driblar onde tinha mais adversários ingleses, pelo meio, tirou Galvão do sério: “Carregou para o meio, ele busca o trânsito, igual motorista que está andando em uma fila (faixa) e muda de fila e busca o trânsito.''

“Tá tentando resolver a coisa sozinha, dribla, carrega a bola 30 metros. Essa bola no contra-ataque tem que tocar, o contra-ataque é feito de toque, Willian aberto na direita, o Gabriel (Jesus), ele correndo com a bola no pé, tentando driblar todo mundo, é difícil'', também desabafou Casagrande.

“Fico com a sensação que ele está jogando como se estivesse jogando no Paris Saint-Germain, enfrentando times franceses que não têm a capacidade de marcação que tem essa seleção inglesa. Aí fica difícil'', detonou Galvão.

Ao final da transmissão, o narrador quis saber dos comentaristas se eles tinham gostado da apresentação brasileira. Exceção feita a Casão, todos reprovaram. “Precisa melhorar algumas coisas, principalmente pensar no jogo coletivo. A gente vai ter dificuldade todas as vezes que a equipe prender muito a bola'', observou Júnior. “Não gostei'', disse Arnaldo Cezar Coelho. “Também não gostei. Quando muito, mais ou menos'', concordou com o companheiro Galvão.

“Acho que estamos muito bem de time titular, mas talvez com apenas uma ou duas peças de reposição no mesmo nível, na mesma altura. O time titular tem que ter 11, mais três para entrar e mais uns três para qualquer problema. Ele (Tite) tem que achar mais'', cobrou o narrador.

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

Mais UOL Esporte vê TV