PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Hortência e Isabel reagem a críticas e revelam: 'não pudemos estudar MMA'

UOL Esporte

19/03/2014 06h00

140317hortenciaisabel

Hortência e Isabel surpreenderam os fãs de MMA ao aparecerem como integrantes do TUF Brasil. A presença das ex-jogadoras de basquete e vôlei gerou intensas críticas nas redes sociais em razão do total desconhecimento de ambas na modalidade. Ao UOL Esporte, as ex-atletas contam que a reação negativa de parte do público se deu por serem leigas, mas era justamente essa a intenção da Rede Globo.

Segundo elas, a ideia da emissora é que as duas chegassem "cruas" ao octógono.

Quando receberam o convite para o TUF,  Hortência e Isabel foram avisadas pela emissora de que não deveriam estudar nada de MMA.

"A nossa participação ali era popularizar o MMA. Tem muita gente que não sabe se pode dar chute no peito. E quando eu perguntava: 'dói levar um chute?', é porque essa é uma pergunta que muitos fariam, mesmo parecendo boba. Nós tentamos ser o elo dessas pessoas que não conhecem a fundo o MMA", definiu Hortência.

"A ideia é inserir também quem não conhece profundamente as regras. Antes do programa eu pensava que eles eram uns brutamontes. Mas vi que são pessoas super técnicas, determinadas e companheiras. Eu aprendi várias coisas lá e agora vejo a modalidade com um outro olhar", acrescenta Isabel.

Hortência acredita que a maneira como foram apresentadas no programa ajudou a criar uma imagem negativa, como se fossem "intrusas".

"A gente foi apresentada erradamente como 'assistente técnicas'.  Aí ficou parecendo que eu e  a Isabel estávamos querendo ser tão importante quanto os profissionais do MMA. Eu não sou do ramo e não tenho a pretensão de ser", explica Hortência.

Com o afunilamento da competição (16 lutadores se classificaram para entrar na mansão do reality), Hortência e Isabel adiantam que o papel de ambas vai crescer. Será o momento de incentivar os atletas, de ouvir as angústias de cada um e ajudá-los a mentalizar o objetivo.

"Nossa função é ser companheiras dos meninos, aquela que dá força nos momentos difíceis. A partir do momento em que compartilhei sentimentos com os lutadores, vi que muitos ali têm uma vida dura, de sofrimento. Tentei passar coisas que aprendi na vida para incentivá-los. Nunca vou falar sobre estratégia de luta, pois não sei", complementa a ex-jogadora de basquete.

As gravações do TUF Brasil já acabaram, mas a relação de Isabel e Hortência com os lutadores segue fortalecida.

Hortência participa de grupo no Whatsapp com os integrantes do time de Chael Sonnen. Isabel mantém contatos telefônicos com os integrantes de sua equipe, comandada por Wanderlei Silva.

"Um deles me ligou dizendo que a mãe queria me conhecer. Nas ruas agora sou parada por jovens. Acho divertido", diz Isabel.

Por Bruno Thadeu

Do UOL, em São Paulo

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

UOL Esporte vê TV