PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Transmissão do Super Bowl rende aumento histórico na audiência da ESPN

UOL Esporte

06/02/2014 05h00


O futebol americano já não é tão americano assim. A prova disso foi o Super Bowl, que aconteceu no último domingo e terminou com o título do Seattle Seahawks após a vitória por 43 a 8 sobre o Denver Broncos. O evento, um dos maiores do mundo, rendeu um recorde histórico de audiência aos canais ESPN, detentores dos direitos de transmissão.

A emissora foi líder de audiência no horário da partida, atingindo 1,13 ponto percentual entre o público masculino dos 18 aos 24 anos. A preferência também conta se a faixa etária foi elevada para 18 a 49 anos, com 0,67 ponto. Os números demonstram um aumento de 20% a mais de pessoas interessadas no jogo. Assim, a ESPN ficou entre os cinco canais mais vistos da TV paga.

O crescimento também foi registrado no ATS, que consiste no tempo de permanência de um televisor ligado em determinado canal. A média foi de 76 minutos, 55% a mais do que na edição de 2013.

"Os ótimos resultados da temporada regular, com audiência superior à temporada passada inteira, já nos indicavam que teríamos um Super Bowl XLVIII histórico. Essa também era a expectativa de nossos anunciantes, que compraram todas as cotas publicitárias", diz Marcelo Pacheco, vice-presidente de marketing e vendas.

A comemoração da ESPN em relação a modalidade não se deve apenas ao Super Bowl. O canal viu um aumento de telespectadores ao longo de todo o campeonato. De acordo com os dados divulgados, 123 mil pessoas assistiram aos jogos desta temporada, 70 mil a mais do que no último torneio.

Além da audiência maior, a ESPN fechou grandes patrocínios para o Super Bowl. Empresas como Applebee's, Conti Bier, Unilever/Axe, P&G/Head&Shoulders, Mitsubishi, Johnny Walker e Sony adquiriram cotas para a final do futebol americano.

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

UOL Esporte vê TV