PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Entenda o porquê da Globo chamar os times italianos no masculino e a ESPN no feminino

UOL Esporte

28/03/2013 06h00

Crédito: Antonio Calanni/AP

Quem acompanha as transmissões dos times italianos na televisão já reparou em uma pequena diferença na forma que a Globo e sua afiliada a cabo SporTV e os canais ESPN chamam os clubes. Os narradores da emissora brasileira fazem uso do artigo masculino para denominar Inter, Roma e cia, enquanto os da norte-americana empregam o artigo feminino.

Portanto, os espectadores que acompanham os times italianos pelas Organizações Globo já se acostumaram a ouvir frases como "O Inter ganhou do Roma por 2 a 0", enquanto os da ESPN escutam narrações do tipo: "Gol da Udinese contra a Sampdoria". Alguns times, como Chievo e Verona, são chamados no masculino em ambos os lugares.

A Globo adotou esta norma desde a década de 1980. A justificativa do manual da emissora é que, como ninguém é obrigado a falar italiano, os times e clubes serão adaptados ao português, ou seja, chamados no masculino.

Já a ESPN segue a forma tradicional a faz a pronúncia dos nomes dos clubes italianos da mesma forma que é falado no país de origem. Neste contexto, os narradores falam a Rôma e a Udinézi.

Consultada pelo UOL Esporte, a professora de português Thaís Nicoletti explicou que não existe um consenso sobre o emprego correto do artigo nestes casos, apesar de o veículo em que ela presta consultoria, a Folha de São Paulo, denominar os times italianos no feminino em seu Manual de Redação.

"Particularmente, acho que deveríamos pôr isso em discussão, pois em português fica muito estranho. Cada língua tem seu gênero, não dá para transpor diretamente. Mar e creme, em francês, por exemplo, são palavras femininas", justificou.

Por Renan Prates

Sobre o Blog

A TV exibe e debate o esporte. Aqui, o UOL Esporte discute a TV: programas esportivos, transmissões, mesas-redondas, narradores, apresentadores e comentaristas são o assunto.

UOL Esporte vê TV