Blog UOL Esporte vê TV

Arquivo : ulisses costa

Jogo Aberto tem dia de clones de comentaristas e convidados
Comentários Comente

UOL Esporte

andre santos
Crédito: Reprodução/Band

A edição desta terça-feira do Jogo Aberto ficou marcada pela presença de dois convidados que se parecem com os comentaristas do programa: o técnico Gilson Kleina, do Palmeiras, e o jogador Alvaro Pereira, do São Paulo.

Por estar presente no estúdio, Kleina foi mais alvo das brincadeiras, e levou na esportiva todas elas. O comentarista da praça de Belo Horizonte, Heverton Guimarães, chegou a chamar o treinador de tio.

“Descobri que você é meu tio. Ficou ainda mais fácil de te admirar, já que você é irmão do meu pai aí do seu lado”, falou Guimarães.

“Você fica me comparando com o sósia do galã [Ulisses Costa], mas eu não tenho idade para ser seu tio. Se tiver idade, é o fim da pelota”, respondeu Kleina, com bom humor.

Outro que foi alvo de comparações foi o polivalente uruguaio Alvaro Pereira, que participou do programa em um link ao vivo. O comentarista Denilson foi o primeiro a dizer que os dois se parecem.

“Creio que pareço um pouco contigo”, disse Denilson. “Oxalá jogue 30% que você jogou”, devolveu Alvaro Pereira, que também elogiou o bom espanhol do comentarista e a sua forma física. “Vi outro dia na TV. Você está muito bem, está em forma”.

Sósias de esportistas

Sósias de esportistas

[tagalbum id=”59354″]


Ulisses Costa diz que tinha previsto título do Fluminense e acredita em salvação do Palmeiras
Comentários Comente

UOL Esporte

Crédito da imagem: Divulgação

O comentarista Ulisses Costa, da Bandeirantes, pode sair como o grande vidente de 2012. Após acertar a previsão de que o Corinthians seria campeão da Libertadores, ele clamou durante o Jogo Aberto desta segunda-feira que apontou o Fluminense como campeão nacional desde o começo do Campeonato Brasileiro, ao contrário dos outros membros do programa, que apostaram no Atlético-MG.

Ulisses também disse acreditar em uma “difícil”, mas não impossível salvação do Palmeiras. O time alviverde está a sete pontos de escapar da zona do rebaixamento, faltando apenas quatro jogos para o fim do torneio. “O único time já rebaixado é o Atlético-GO. Enquanto houver chances matemáticas, o Palmeiras tem que lutar”, disse Ulisses Costa.

Confira os melhores momentos de Ulisses no Jogo Aberto:

 

 


Suspensão de jogo entre Palmeiras e Inter causa discussão acalorada no Jogo Aberto
Comentários Comente

UOL Esporte

Reprodução

Foi só a apresentadora Renata Fan e o comentarista Denílson mostrarem a classificação do Campeonato Brasileiro após a suspensão da partida entre Palmeiras e Internacional no programa Jogo Aberto que os comentaristas Ulisses Costa, Osmar de Oliveira e Ronaldo (ex-goleiro do Corinthians) iniciaram uma acalorada discussão.

Entre gritos que devem ter deixado o telespectador sem entender muito do que se dizia, Osmar e Ulisses mostraram opiniões tão discordantes que chegaram ao ponto de se “encararem” em tom de ameaça.

“Vamos nos colocar no lugar do Bahia, do Sport, que lutam contra o rebaixamento, do Internacional, que ainda tenta um lugar na Libertadores”, tentou argumentar Osmar de Oliveira, contra a suspensão do jogo. Sem conseguir terminar o raciocínio, foi cortado por Ulisses Costa: “Honestidade eu prego no dia a dia na minha casa, com minhas filhas, minha família. O juiz usou tecnologia para anular e isso não é permitido”, gritou.

Ronaldo entrou na discussão concordando com o narrador da Rádio Bandeirantes. “Delegado não tá lá pra isso”, disse. Logo após, foi a vez de Osmar cortar a fala do comentarista: “E o gol foi legal? Então ele tá lá para quê?”, berrou.

Enquanto a discussão esquentava, a apresentadora Renata Fan tentava cortar o assunto para chamar a próxima matéria que iria ao ar. Em um determinado momento, a transmissão focou no rosto de Renata, que teve que gritar para se fazer ouvida.

Mesmo assim, a discussão não parava, e era ajudada pelas imagens que o canal colocava no ar, relembrando quando Adriano usou o braço para fazer um gol, pelo São Paulo, contra o Palmeiras, na semifinal do Paulista de 2008, e também o gol de Lúcio Flávio pelo Paraná, na noite desta terça-feira, que usou o braço para fazer um gol na derrota para o ABC: o juiz validou o tento e disse não ter visto o toque, apesar da pressão dos jogadores da equipe do Rio Grande do Norte.

A conversa foi longe, e Ulisses Costa comparou o lance com o gol de Maradona contra a Inglaterra, na Copa do Mundo de 1986, a “Mão de Deus”. “E todo mundo, em 1986, aplaudiu o Maradona. Eu prego a honestidade”, repetiu.

Depois de cerca de 10 minutos de discussão, finalmente a apresentadora conseguiu chamar um intervalo. Na volta, os ânimos já estavam acalmados, e ao assunto foi trocado.


Denilson dança “Kuduro”, e Neto pede “voltinha” para gatas da Indy na Band
Comentários Comente

UOL Esporte


Foto: Reprodução de TV

A rotina dos programas “Jogo Aberto” e “Os Donos da Bola” foi quebrada nesta terça-feira. Não, não foi nenhuma notícia bombástica, mas sim a presença de quatro das 12 candidatas ao concurso Gatas da Indy 2012, promovido pela Band em meio à etapa de São Paulo da categoria, que acontece neste fim de semana e tem transmissão da emissora. Denilson arriscou passos do hit “Danza Kuduro”, e Neto pediu que elas dessem a tradicional “voltinha”.

No “Jogo Aberto”, Renata Fan deixou a candidata Andressa Urach, dançarina do Latino, dar uma aula de “Kuduro” para Denilson. “Faz o primeiro passo que eu vou seguindo”, disse Denilson, petrificado com o rebolado da loira. “Fecha o som, fecha o som que tá dando calor, nêgo. Assim você mata papai”, brincou o ex-jogador.


Foto: Reprodução de TV

A participação das moças continuou nos “Donos da Bola”. “Ô, Fernanda, fica esperta, hein?!”, disse Neto, lembrando que Fernanda é a mulher do apresentador. “Meu Deus! Eu estou de olhos fechados”, afirmou, sem olhar para as moças, trajadas com uma roupa verde colada – bem colada – ao corpo.

Depois de pedir para que o comentarista Ulisses Costa, o narrador Téo José, o técnico da Ponte Preta, Gilson Kleina, e o ex-jogador Juninho Paulista votassem na mais bonita, Neto foi além e pediu para as beldades ficarem de costas para as câmeras.

“Dá uma voltinha”, disse o apresentador, enquanto as moças mostravam os seus, digamos, atributos. “Fiquem de costas que tem um negocinho ali”, completou Neto, antes de as moças deixarem os estúdios.


Dinei reclama de Tufão em novela da Globo: “Fica falando que a gente é corno”
Comentários Comente

UOL Esporte


Foto: Reprodução de TV

Convidado da edição desta terça-feira do programa “Os Donos da Bola”, da Band, o ex-atacante Dinei reclamou do ex-jogador de futebol Tufão, um dos personagens centrais da nova novela da Globo, “Avenida Brasil”.

Na trama, Jorge Tufão (Murilo Benício) é um ex-jogador de futebol, casado com a golpista Carminha (Adriana Esteves). Ela mantém um caso extraconjugal com Max (Marcello Novaes), também seu parceiro no plano de dar um golpe no ex-atleta. Dinei não aprovou a história.

“Pô, brincadeira a novela. Fica rebaixando nossa classe, falando que a gente é corno”, disse o ex-atacante. Neto, que jogou com Dinei no Corinthians, também criticou a novela e ainda cometeu um ato falho ao citar o nome do ator que interpreta Tufão: “Pô, Tufão, corno não! Ô, Maurício Benício, corno não!”.

“É Murilo Benício”, corrigiu Ulisses Costa. “Ah, é tudo a mesma coisa”, finalizou o apresentador.

A novela global invadiu o debate do programa depois que Neto elogiou a estreia do programa “Quem fica em pé?”, apresentado por José Luiz Datena. “Parabéns pro Datena, que arrebentou na audiência ontem. É o Pelé da televisão. Só ele pra brigar com a novela. A novela que, por sinal, só ensina coisa errada.”


Gérson participa de “Os Donos da Bola” e chora ao falar com Rivellino
Comentários Comente

UOL Esporte


Foto: Reprodução de TV

O ex-jogador Gérson participou nesta quarta-feira do programa Os Donos da Bola, da Band e se emocionou ao relembrar dos tempos que atuou ao lado do grande amigo Rivellino, carinhosamente chamado de “orelha”. O “Canhotinha de Ouro” chegou a chorar.

“Esse amor que o Gérson tem pelo Rivellino e o Rivellino tem pelo Gérson, é igual ao amor que o torcedor do Palmeiras tem pelo Ademir da Guia. É uma coisa linda, verdadeira, que o futebol é capaz de proporcionar.”, disse Ulisses Costa.

“Eu não quero ser saudosista, mas esse amor entre jogadores acabou, né? Esse carinho que a gente vê entre Rivellino e Gérson, Ademir e Leivinha. Isso acabou, o que é uma pena, porque fazia muito bem para o futebol.”, disse Neto, que ainda tratou de elogiar o companheiro de Band: “O ‘brincadeira’ que eu uso sempre, e o pessoal fala que é meu, na verdade, eu copiei do Gérson. Eu sempre gostei do Gérson como comentarista.”

Nos estúdios da Band no Rio de Janeiro, onde é comentarista da edição local do Jogo Aberto, o “Canhotinha” brincou com a versatilidade do apresentador: “Neto, que prazer falar com você. Você foi um grande jogador, dirigente, comentarista e agora é um belo apresentador. Será que você vai deixar alguma coisa pra gente fazer? Espero que sim.”

Questionado sobre a qualidade de Messi, Gérson fez ressalvas. “O Messi é o dono da bola. Mas tira o Xavi e o Iniesta de perto dele que eu quero ver. Comparar ele com o Pelé? Tira o Xavi e o Iniesta de perto dele que você vai ver que não dá pra comparar com esse pessoal mais velho.”

Os elogios aos ex-craques permaneceram durante todo o programa, com depoimentos de jogadores do presente valorizando a história dos dois convidados, Rivellino e Ademir da Guia, ídolos do Corinthians e do Palmeiras, respectivamente. “Eu não sei o que eu estou fazendo aqui.”, brincou Ulisses Costa, que esteve o tempo inteiro ao lado dos convidados especiais.


Ronaldo e Denilson se fantasiam de fantasma e assombram colegas no “Jogo Aberto”
Comentários Comente

UOL Esporte


Foto: Reprodução de TV

Os fantasmas do Cruz Azul e do Coruripe assombraram os torcedores no “Jogo Aberto”, da Band. Os dois times enfrentam equipes paulistas na noite desta quarta-feira: o Corinthians pega o time mexicano pela Copa Libertadores, enquanto o Palmeiras visita a equipe alagoana pela Copa do Brasil. As duas partidas tem acompanhamento do Placar UOL Esporte.

O programa começou com o ex-goleiro Ronaldo atacando de fastasma, em alusão ao “fantasma da Libertadores”, assombrando o Dr. Osmar de Oliveira, assumidamente corintiano. “Olha o fantasma aí! O fantasma do Cruz Azul”, disse a apresentadora Renata Fan. “Ronaldo, ficou melhor de fantasma. Não tira não”, brincou o narrador Ulisses Costa.

Ronaldo tirou a fantasia, e Renata justificou a presença do fastasma no programa. “A gente tá falando de fantasma porque em oito jogos contra mexicanos, o Corinthians ganhou quatro jogando em casa, mas perdeu os quatro que jogou fora.”


Foto: Reprodução de TV

Em seguida, um outro fantasma invadiu o programa, possivelmente, o ex-jogador Denilson. Dessa vez, a “alma penada” tinha uma cruz azul nas mãos, em clara alusão ao rival corintiano. “Olha, Doutor! A cruz é azul! Você tem medo?”, perguntou Renata. “Que medo o quê! Essa cruz não me aflige! Nós não temos medo nem da cruzmaltina”, rebatou o Dr. Osmar.

Depois, o fantasma mudou de “cara”. Saiu a cruz azul e ressurgiu, primeiro, com uma espada. Depois, com um tampão no olho, imitando o “pirata” Hernán Barcos. Em 2002, também em Alagoas, o Palmeiras perdeu para o Asa de Arapiraca e não obteve mais sucesso na Copa do Brasil, sendo eliminado por outras zebras, como o Santo André, em 2004, e Ipatinga, em 2007.

“Olha só, o fantasma é pirata também”, brincou Renata. “Tem que tomar cuidado com o Coruripe. Mas é um jogo que o Palmeiras vai mostrar a sua força. É um jogo complicado. Arrisco um empate”, palpitou o corintiano Ronaldo. “Será que eu posso abraçar esse fantasma? Fantasma saidinho, né?”, concluiu a apresentadora, dando um abraço no fantasminha, por enquanto, camarada.

Leia também: >> Corinthians tenta pontuar pela 1ª vez em jogos no México para evitar pressão no Grupo 6
>> Palmeiras volta a local de início de inferno astral e busca nova era na Copa do Brasil


Neto ironiza contratação de Roberto Justus pelo São Paulo: “Quem é ele?”
Comentários Comente

UOL Esporte


Foto: Reprodução de TV

A contratação do empresário Roberto Justus para atuar no departamento de marketing do São Paulo gerou discordâncias no “Jogo Aberto”, da Band. Na edição desta quarta-feira do programa, O comentarista Neto reprovou o “novo reforço” são-paulino.

“Quem é Roberto Justus? Tá de brincadeira comigo! Quem é mais importante? Palhinha, Careca, Raí ou Roberto Justus?”, ironizou o ex-jogador.

Osmar de Oliveira e Ulisses Costa fizeram ressalvas, mas aprovaram a contratação: “O presidente deve ter seus motivos. Ele é um empresário competente, mas tem que ver se isso não vai causar uma desagregação política. E ele já começa com um grande desafio, que é vender a camisa do São Paulo, que ainda continua sem patrocínio”, disse Osmar.

Neto ainda reelembrou a briga judicial envolvendo Justus e o companheiro de Bandeirantes, Milton Neves. O apresentador pede indenização porque deixou a Record em 2008, a convite de Justus, para fazer com ele o programa Terceiro Tempo, na Band. O programa, no entanto, foi abortado.

“O Milton Neves adora ele. Parceiraço”, disse Neto, que ainda ironizou a carência de centroavantes na equipe tricolor, com a lesão de Luís Fabiano e a suspensão de Willian José: “Bota o Roberto Justus de centroavante!”, brincou.

LEIA MAIS NO UOL ESPORTE
Reforço? São Paulo contrata empresário Roberto Justus para atrair novos patrocinadores


Semelhança entre Ronaldo e Tim Maia gera risos e nostalgia no Jogo Aberto
Comentários Comente

UOL Esporte

A comparação a Tim Maia era inevitável. Com quilos a mais e um recém bigode, seguidores de Ronaldo começaram a notar a semelhança entre o ex-jogador e o falecido cantor após o fenômeno postar, ontem, uma foto sua no twitter com o novo visual. E no programa Jogo Aberto de hoje, os comentaristas não perdoaram o novo look do ex-jogador.

“Nossa Senhora, o Ronaldo tá de brincadeira!”, falou Denílson, ao ver as fotos de Tim Maia e Ronaldo lado a lado. “Semelhança enorme, gigante. Um é gênio da música e outro do futebol”, comentou Ulisses Costa.

Ao som de Tim Maia, o corintiano Doutor Osmar disse ter saudades de ambos. “Eu tenho saudades dos dois, evidentemente cada um na sua área, mas o Ronaldo faz falta”, disse o doutor.

Já Neto brincou com a fama que Tim Maia adquiriu por não comparecer em alguns shows marcados. “E aí tem uma diferença, o Tim Maia não ia nos shows, o Ronaldo sempre foi, sempre compareceu ao espetáculo”, falou.


Equipe do ‘Jogo Aberto’ brinca com fama de pé-frio de Pelé
Comentários Comente

UOL Esporte


(Foto: TV Globo/ Zé Paulo Cardeal)

A fama de pé-frio de Pelé rendeu alguns minutos de discussão no programa Jogo Aberto, da TV Bandeirantes. A apresentadora Renata Fan anunciou que Neto, comentarista da emissora, estava revoltado. A explicação veio logo depois. Durante evento em São Paulo nesta terça-feira, o rei do futebol disse que o Corinthians é quem tem mais chances de conquistar o título brasileiro de 2011.

“Pelé é o maior atleta, o maior jogador de futebol de todos os tempos, mas tem uma fama de ser um pouco pé frio na hora dos comentários, em suas previsões”, afirmou Renata Fan, que instigou o debate com Neto, Ulisses Costa, Denilson e Osmar de Oliveira.

Ulisses Costa lembrou que, em 2002, quando o Brasil conquistou o pentacampeonato da Copa do Mundo, Pelé havia dito que a seleção não venceria na Alemanha. “Tem gente que é pé frio mesmo e o Pelé ultimamente não tem acertado os palpites”, brincou.

Neto, ídolo da torcida corintiana, brincou dizendo que Pelé deu esta declaração propositalmente. “Às vezes é cobra mandada do Pelé, ele fala isso pro Corinthians não ganhar, rapaz”, satirizou o ex-camisa 10. “O Pelé, desde criança, lá em Três Corações, dormia de meia de lã”, completou o comentarista, mostrando bom humor.