Blog UOL Esporte vê TV

Arquivo : sportv

Maitê Proença critica Claudia Leitte por competir com JLo: ‘horrível’
Comentários Comente

UOL Esporte

A atriz Maitê Proença virou personagem de Copa. Ela está entre os apresentadores do programa Extra Ordinários, do SporTV, que se propõe a discutir tudo quanto é assunto durante o evento – “até futebol”. E seu lado mais corneteiro já apareceu logo no primeiro dia do Mundial.

Maitê criticou pesadamente a atuação de Claudia Leitte na cerimônia de abertura e deu “cartão vermelho” para a festa no Itaquerão.

“E a menina dançando lá, menino? A Claudia Leitte, dançando até o chão, com a outra olhando para ela e falando: ‘eu não acredito que você está fazendo isso’”, disse Maitê, sobre o momento retratado na foto abaixo:

“Eu achei aquilo horrível, de quinta. A mulher (Jennifer) está lá, fazendo o melhor dela, já não saiu da pizza dela que não levantou… A outra (Claudia Leitte), no último momento, abaixou até o chão, tipo assim: ‘Quero ver agora se você faz isso’. Ela (Jennifer) ficou olhando assim e falou: ‘Sua canalha! Como é que você faz isso?’”, completou.

Os outros participantes concordaram. O escritor Xico Sá definiu: “A gostosa elegante e a gostosa querendo aparecer demais”.

Boa parte do programa foi dedicado às críticas à cerimônia de abertura, que foi considerada sem clímax e com erros na hora de homenagear o passado do Brasil

Maitê tem a companhia de Xico Sá e também do escritor Eduardo Bueno e de músico Paulo Miklos no Extra Ordinários.


Canal novo e Falcão como âncora são novidades da TV a cabo no ano da Copa
Comentários Comente

UOL Esporte

falcao
O ano da Copa do Mundo no Brasil movimenta as emissoras esportivas pelo Brasil. Os principais canais a cabo prometem novidades para prenderem o telespectador. Entre elas, estão a criação de um novo canal e a contratação de Paulo Roberto Falcão para ser âncora de um programa.

O Fox Sports anunciou o lançamento do Fox Sports 2 para o fim de janeiro. O segundo canal esportivo do grupo no Brasil terá programação exclusiva e também transmitirá os jogos da Copa do Mundo.

O treinador Falcão chega como o principal nome da emissora para ser comentarista durante o Mundial e ainda vai ancorar um programa. O Fox Sports também terá um novo programa, o ‘Melhor de Fox Sports’, que vai falar sobre bastidores da emissora.

QUEM É O MELHOR COMENTARISTA DO BRASIL?


“2014 será um ano especial (…) Vamos lançar o nosso segundo canal esportivo e exibir uma programação diversificada aos fanáticos por todos esportes”, comemora o vice-presidente Eduardo Zebini.

O Sportv também vem investindo pesado em seus dois principais eventos do ano: as Olimpíadas de Inverno e a Copa do Mundo.

Para a competição que será disputada na Rússia, no próximo mês de fevereiro, o canal já estreou o programa ‘Sportv em Sochi’ que apresenta e aborda aspectos culturais da cidade, além de apresentar as modalidades que serão disputadas nos Jogos.

A atração deixa a grade do canal na quinzena de janeiro, quando as transmissões ao vivo dos esportes de gelo e neve serão intensificadas. Durante os Jogos de Inverno, que acontecem de 7 a 23 de fevereiro, haverá ainda um programa de boletins diários com os principais fatos do dia.

Depois das Olimpíadas, o Sportv volta todas as suas atenções para a Copa do Mundo. O canal vai transmitir todos os jogos e sua programação será exclusivamente voltada para o Mundial. Por isso, alguns programas deixarão a grade temporariamente, enquanto outros serão temáticos como o ‘É Gol!!!’ e o ‘Bem, Amigos’.

A assessoria de imprensa do canal anuncia ainda dois novos programas para o período da Copa: uma atração matinal (ainda sem nome) vai introduzir os assuntos mais quentes do dia, e um programa especial com capitães de seleções antigas. Líderes em campo, donos das braçadeiras de várias seleções históricas promover um debate.

A emissora promete ainda a volta do programa de debates Seleção Sportv, dessa vez com estúdios panorâmicos em quatro cidades diferentes: Rio de Janeiro, Porto Alegre, Fortaleza e Brasília.

Para não ficar atrás dos principais concorrentes, a ESPN Brasil também vai transmitir ao vivo todos os jogos da Copa do Mundo. Para isso, vai utilizar os canais alternativos ESPN e ESPN+.

O canal tem investido ainda mais em informação, que é um dos lemas de sua cobertura. A partir da última segunda-feira, o programa de debates Bate Bola e o telejornal Sportscenter passaram a ter três edições diárias cada.


‘Substituto’ de Galvão, Milton Leite já cornetou a Globo e Ceni no ar; ouça
Comentários Comente

UOL Esporte

Enquanto a Rede Globo conta com o que devem ser os últimos anos na carreira do veterano Galvão Bueno, Milton Leite aparece como o narrador que deve substituí-lo como número 1 da emissora num futuro próximo. Antes disso, o paulistano de 54 anos, famoso pelo bordão “Que beleza!”, teve suas derrapadas: cornetou a Globo nos seus tempos de ESPN Brasil e foi flagrado dizendo que Rogério Ceni é “chato pra c…”.

Mais narradores

  • Antes e depois: Do Valle narrou golaços e já chamou Band de Globo
  • Veja o antes e o depois de narrações de Galvão em 3 décadas e compare fases
  • Cléber Machado se destaca por poucos bordões e muitas gafes; ouça narrações

O paulistano de 54 anos ganhou grande destaque na ESPN Brasil e em seguida foi contratado pelo SporTV. Pouco a pouco, foi ganhando seu espaço nas transmissões do canal a cabo e foi promovido às transmissões na TV Globo, deixando para trás os tropeços, que pouco atrapalharam sua evolução.

Nos bastidores, sua ascensão é tratada como a construção de um novo narrador para ocupar o cargo principal no comando do microfone das narrações esportivas da emissora. Galvão chegou a anunciar que se aposentaria depois da Copa do Mundo de 2014, mas voltou atrás.

Como outros narradores, Milton Leite não escapou de algumas pérolas no ar, que ficaram famosas nos últimos anos. Sejam gafes ou por simplesmente falar o que pensa.

Entre as menos conhecidas, ele chegou a criticar no meio de uma transmissão o canal onde trabalha hoje. Pela ESPN Brasil, Milton Leite narrava a partida entre San Antonio Spurs e Vasco, no McDonald’s Championship, de 1999, quando leu uma mensagem de um telespectador.

  • 11744
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2013/09/06/voce-acha-que-jornalistas-apresentadores-e-comentaristas-devem-revelar-o-time-para-que-torcem.js

“Não está dando para ler aqui, mas é um assinante que se mostra decepcionado com a TV Globo e o diário Lance. Ele diz que nas suas edições hoje, tanto o Globo Esporte, da Globo, quanto o Lance dedicaram pouco espaço para a campanha do Vasco. A Globo a gente entende que só dá espaço para aquilo que ela transmite. Quando não é dela, ela ignora”, disse ele, na ocasião (veja vídeo acima).

O outro caso que ficou famoso teve Rogério Ceni como seu alvo. Imagens de bastidores de uma transmissão vazaram e flagraram Milton Leite ao lado de Andre Rizek, comentando: “O Rogério Ceni é chato pra c…”.

Apesar de polêmicos, os casos não interferiram no seu status de aposta da TV Globo. Milton Leite se graduou na Escola de Comunicação da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Ele iniciou a carreira na Rádio Difusora de Jundiaí e passou pelo jornal O Estado de São Paulo. Em 1990, começou a narrar na extinta TV Jovem Pan, por onde ficou por cinco anos.

Narrações pensadas

  • Milton Leite contou em entrevista ao Redação SporTV que tem usado uma tática diferente nas narrações. Em momentos importantes, ele tenta criar antecipadamente algo com uma “assinatura”. Ele o fez, por exemplo, ao narrar o título do Corinthians no Mundial de Clubes.“Ela veio de inspiração, mas não na hora, né?. As últimas narrações de título que eu tenho feito, eu sempre faço uma assinatura um pouco diferente. E essa evidentemente estava pensada. Eu pensei muito nela no voo para o Japão. Fui fazendo anotações, criando frases, até que saiu essa formatação. Mas óbvio que na hora não ia sair tão bem feitinha como ela saiu ali. É uma coisa que tenho procurado fazer de uns quatro, cinco anos para cá”, explicou.


De lá, começou sua carreira na ESPN Brasil, onde realmente cresceu e chamou a atenção, até chegar ao SporTV em 2005. No quesito narração, a marcante voz de Milton Leite se manteve constante. A diferença é que no início de seus tempos na ESPN Brasil, o narrador era levado pela emoção e cometia algumas desafinadas engraçadas.

Com a evolução e a maturidade naturais pelo que passou, esses detalhes foram superados e Milton Leite acabou criando um estilo muito próprio de narrar, com uma boa dose de bom humor.

O “Que beleza!”, seu bordão mais famoso foi inspirado no repórter Wanderley Nogueira, como ele próprio conta. Outros são comuns em suas transmissões, como: “Que fase”, “Olha a batida” e “Segue o jogo”.

Maurício Dehò
Do UOL, em São Paulo


Novata do SporTV vendeu carro para ir à Copa e se inspira em Renata Fan
Comentários Comente

UOL Esporte

Quem liga a TV no “Tá Na Área”, do SporTV, vê há alguns meses um rosto novo na apresentação do programa. A loira de olhos azuis Bárbara Coelho, de 25 anos, é a aposta do canal desde julho, num espaço que ela conquistou com a ajuda de uma aventura. Em 2010, ela vendeu seu carro e partiu para uma jornada na África do Sul, para acompanhar a Copa do Mundo. Os frutos disso refletiram na sua carreira como jornalista, além de renderem histórias no mínimo curiosas.

A capixaba de Vitória resolveu fazer a loucura de largar tudo para ir para a África em 2010, pouco depois de se completar a faculdade de jornalismo. “É uma história longa! Logo que me formei, pedi demissão dos lugares que trabalhava, peguei o dinheiro de um carro e fui para a Copa. Uma cobertura independente”, contou ela, ao UOL Esporte.

LEIA TAMBÉM

  • Milton Neves diz que tirou Renata Fan da sarjeta e lembra briga LEIA MAIS

O sonho de ver um Mundial de perto se juntou ao de alguns amigos. Não pense que eles ficaram em hotéis luxuosos, bebendo drinks enquanto aguardavam jogos da seleção. A realidade foi mais complicada. Na verdade, eles viajaram em um motor-home pelo país africano e assistiram a todos os jogos do Brasil, além de África do Sul x Uruguai e Nigéria x Argentina.

“Na África não tinha muitos lugares para estacionar o motor-home. Lá não era seguro”, conta ela, a única mulher na viagem. Os amigos tinham ido à Copa de 2006, e por lá tiveram mais facilidades. “Na Alemanha, os colegas que foram deixavam no meio da rua mesmo, mas na África não dava. Então, nós trocávamos camisas falsificadas do Brasil para dormir em estacionamentos.”

“Em Joanesburgo ficamos no estacionamento de uma boate, os seguranças amavam a gente! A boate “bombando” e nós dormindo ao lado de fora. As pessoas passavam pelo estacionamento e não entendiam nada”, ri ela, ao relembrar a experiência de cerca de 40 dias. Bárbara conta que havia revezamento na direção, mas que não tinha muita vez. “Nunca deixavam eu dirigir, sou barbeira mesmo (risos).”

Além da experiência pessoal, fazer uma cobertura independente e sem credencial da Copa se tornou um atrativo no seu currículo. No Espírito Santo, a bela trabalhou na TV Capixaba e na Rádio Espirito Santo. Depois, resolveu arriscar, mudou-se para o Rio e tentou a sorte.

BÁRBARA JÁ JOGOU VÔLEI

  • Bárbara Coelho diz que o esporte está “no sangue” e que sua mãe conta que desde pequena ela sempre era atraída a brincar com bola. O pai ajudava levando para jogos de futebol e a paixão só cresceu. A apresentadora chegou a fazer natação, ginástica olímpica e jogar vôlei por oito anos, mas abriu mão do esporte para estudar e em seguida seguir seu caminho como jornalista.

“Quando eu batia na porta – fiz muito isso – a Copa do Mundo chamava atenção no currículo, as pessoas se interessavam pela história, e acho que ali vendi bem o meu peixe”, conta ela, que no Rio passou por diversos veículos: Rádio Popular AM, Esporte Interativo, Radio Transamérica, BAND, Rádio Bradesco Esportes FM e agora o Sportv.

Sobre o fato de ser mais um “rostinho bonito” na TV, Bárbara conta que nunca se sentiu tratada de forma diferente por isso e que também nunca passou por situações de preconceito. Com cinco anos no meio, diz que a diferença pode ser apenas na experiência e que está “engatinhando” como apresentadora nas telinhas.

A capixaba chegou a trabalhar com Renata Fan na Bandeirantes, e a vê como uma fonte de inspiração.

“A Renata é sensacional. Tive a oportunidade de conhecer e trabalhar com ela, mesmo que de longe, eu no Rio e ela em São Paulo. Ela é a única mulher que já conversei sobre futebol pra valer na minha vida. Ela é demais”, exclamou a apresentadora.


SporTV transmite UFC 167 ao vivo no próximo sábado
Comentários Comente

UOL Esporte

poster-do-ufc-167-destaca-o-poder-de-chocar-o-mundo-que-o-canhoto-nocauteador-johny-hendricks-tem-ele-desafia-o-campeao-dos-meio-medios-georges-st-pierre-em-16-de-novembro-1377276282097_453x599

 

Crédito: UFC/Divulgação

O UFC 167, evento especial de 20 anos da entidade, será transmitido por inteiro e ao vivo pelo SporTV.

O canal tem, por contrato, direito a transmissão de três eventos do UFC por ano ao vivo. Assim, os fãs acostumados com a compra de pacotes de Pay Per View e com o canal Combate terão outra opção neste final de semana.

Sem atraso na transmissão, os telespectadores poderão acompanhar a luta principal da noite, entre Georges St. Pierre e Johny Hendricks, valendo o cinturão dos meio-médios, que no momento pertence ao canadense St. Pierres.

No card preliminar aparece o único brasileiro da noite: Thales Leite, que luta com Ed Herman pelos médios.

Confira aqui o card completo do evento, que será realizado em Las Vegas.


UFC e Globo ganham 1º rival de peso com estreia do Bellator na Fox Sports
Comentários Comente

UOL Esporte

Depois de anos em que o MMA na TV brasileira se resumiu quase que exclusivamente ao UFC e aos canais da Globo – incluindo o pago SporTV e o canal em pay-per-view Combate -, neste sábado a Fox Sports estreia sua parceria com o Bellator, principal concorrente do Ultimate, dando a chance a uma alternativa para os telespectadores que acompanham a modalidade. Apesar do desfalque da luta principal, que teve de ser trocada por conta de uma lesão, a programação segue em pé.

O primeiro Bellator a ser transmitido na Fox Sports deveria contar com um aguardado duelo de veteranos, entre os ex-UFC Quinton Rampage Jackson e Tito Ortiz. Este último teve um problema no pescoço e a luta principal foi trocada: agora o protagonista é o campeão dos leves do evento, Michael Chandler, que cede revanche a Eddie Alvarez.

  • O card teria originalmente uma grande luta, entre os ex-UFC Rampage e Tito Ortiz. Mas Ortiz se machucou poucos dias antes do evento

De acordo com a direção do canal, a troca de lutas não afetou a estreia, que foi mantida para as 22h deste sábado.

“Desde o lançamento do canal, em fevereiro de 2012, contamos com outros conteúdos de luta, como os eventos de boxe da Golden Boy Promotions, promotora de eventos do ex-lutador Oscar De La Hoya. Nosso principal objetivo é oferecer aos nossos assinantes, principalmente aos fãs de MMA, um conteúdo de qualidade e ampliar nosso portfólio de transmissões esportivas da FOX Sports”, afirmou Eduardo Zebini, vice-presidente sênior da Fox Sports Brasil, ao UOL Esporte.

A emissora tem em seu quadro de narradores João Guilherme, que ficou famoso nas transmissões de UFC do canal Combate, com bordões como “esse cara é torcicolo de girafa” ou “desligou o interruptor”, para quando um lutador é finalizado e apagado. Desta vez, quem comanda a transmissão é Eder Reis, com comentários de Mario Filho, ex-SporTV.

Para quem acompanha o MMA, a novidade é ter em sua TV novas opções, com alternativa ao UFC. A maioria dos cards do Ultimate são transmitidas no canal pago da Globo, o Combate – que também passa diversos eventos nacionais, com o Jungle Fight, o WOCS e o Bitteti -, com alguns eventos pontuais tendo espaço no SporTV e na TV Globo, sendo que está última só passa combates ao vivo em cards realizados no Brasil.

São raros os casos em que a modalidade teve espaço na TV brasileira. O próprio Bellator já foi transmitido pelo Esporte Interativo. O UFC teve transmissões pela RedeTV. Depois disso, o canal anunciou uma larga parceria com o evento nacional Amazon Forest Combat, que não vingou.

  • 15363
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2013/11/01/a-estreia-do-bellator-na-fox-sports-e-uma-evolucao-do-mma-no-brasil.js

Agora com o Bellator, salvo casos raros de ex-UFCs como Rampage e Ortiz, a programação da Fox Sports se liberta da “órbita” do UFC, até aqui uma constante.

Para o técnico e empresário Marcelo Brigadeiro, que conta com 16 atletas brasileiros no Bellator, o crescimento da liga é benéfico para o esporte.

“A parceria do Bellator com a Fox Sports é muito importante pro mercado nacional de MMA. O evento precisará de mais e mais atletas brasileiros e isso será importante para desafogar um pouco a enorme quantidade de atletas brasileiros que esperam para lutar em um grande evento”, afirmou ele. “E com certeza é ótimo ter uma alternativa ao UFC. Seria melhor ainda se pudéssemos ter mais 1 ou 2 grandes eventos.”

Segundo Zerbine, ainda não existem planos para que a Fox Sports invista em eventos nacionais de MMA, mantendo por enquanto apenas o Bellator na programação. Por outro lado, a liga norte-americana é que pode desembarcar por aqui em breve, concorrendo em mais um aspecto com o UFC, que teve sete eventos no Brasil em 2013.

Vale lembrar que a Fox Sports no Brasil não tem relação com o canal de mesmo nome da TV dos Estados Unidos. Lá, a Fox é parceira do UFC e passa alguns dos cards na Fox Sports, uma parceria iniciada neste ano. No Brasil, a emissora apenas tem o direito de usar o nome, mas não herda os acordos que são usados fora do país.

Maurício Dehò
Do UOL, em São Paulo


Narrador erra e coloca culpa em mudanças de regras do vôlei
Comentários Comente

UOL Esporte

Crédito da foto: Reprodução/SporTV

As constantes mudanças no regulamento do vôlei acabaram complicando o narrador Sergio Maurício, do SporTV, durante o jogo entre Praia Clube e Sesi. O erro do locutor aconteceu no fim do terceiro set, quando a atleta Pri Daroit, do time paulista, recebeu cartão amarelo.

Como a partida mostrava 21 a 20 para o Praia Clube, o narrador disse que o set estava encerrado com o cartão de Daroit. No entanto, o amarelo é apenas advertência no atual regulamento de vôlei. Ao perceber o erro e ver que as atletas seguiram em quadra, o locutor criticou as mudanças de regulamento.

“Ele vai chamar a Pri Daroit, ela foi muito incisiva na reclamação. Vai dar cartão amarelo, acabou o set, acabou o set. Ih rapaz, teve xingamento. A Pri Daroit está aplaudindo de forma irônica. Desculpe, o amarelo não acaba o set, é só advertência, a regra muda tanto que confunde o amigo aqui, não acaba não, o amarelo é só advertência”, disse o narrador.

No começo do quarto set, Maurício voltou a se confundir com o regulamento e novamente em um lance envolvendo Pri Daroit.

“Expulsou a Pri Daroit, expulsou a Pri Daroit, quer dizer, na próxima está expulsa. Falou um monte de coisa, xingou o Anderson Caçador (árbitro), ele ouviu o que todo mundo ouviu. Já começa 1 a 0 para o Praia Clube”, falou pouco antes de explicar a regra.

“O que expulsa é vermelho com amarelo. O amarelo é advertência, o vermelho é ponto para o adversário, cartão vermelho dado com o amarelo, aí sim, é expulsão”, completou.

Dentro de quadra, o Praia Clube conseguiu a vitória por 3 sets a 1 contra o Sesi.

Antes do começo da Superliga, o regulamento da competição foi alvo de críticas. O técnico Bernardinho chegou a dizer que o novo esquema de sets, que agora dura 21 pontos, era culpa da Globo.

José Roberto Guimarães, técnico do Vôlei Amil e da seleção feminina, foi outro a criticar o regulamento. O treinador disse que a regra era “horrível”.

DESAFIO: A QUAL NARRADOR PERTENCE ESTE BORDÃO?

 

QUEM É O MELHOR NARRADOR DO BRASIL?