Blog UOL Esporte vê TV

Arquivo : juliana silveira

Encontro de gerações e alguns vira-casacas formam a lista de santistas ilustres
Comentários Comente

UOL Esporte

O UOL Esporte Vê TV dá sequência à série sobre os times do coração das personalidades de televisão brasileira apresentando dez fãs do Santos. O passado glorioso com Pelé e companhia e a recente retomada de títulos mesclou torcedores “das antigas” com jovens entusiastas pelo clube alvinegro – além de um ou outro vira-casaca.

Sophia Reis

A filha do cantor Nando Reis representa a “jovem guarda” santista nesta lista de torcedores ilustres. A ex-VJ da MTV e atual apresentadora de A Liga, da Band, pertence a uma família conhecida pela paixão são-paulina, mas anos atrás cometeu uma heresia: se descobriu santista. Contar a novidade no lar doce lar não foi fácil. Papai ficou arrasado e o irmão até deixou escorrer algumas lágrimas de decepção. “Hoje, ele já aceitou e até me apresentou o Robinho. Digo que o São Paulo está no sangue e o Santos no coração”.

Tony Tornado

Quem nesta lista pode dizer que torce para o Santos antes mesmo de Pelé? Tony Tornado pode. Aos 80 anos, o ator e cantor que presenciou o Maracanazzo “in loco” afirma ter visto até mesmo seu Dondinho (o pai de Pelé) atuando pelo Noroeste, de Bauru. Ou seja, ele tem propriedade suficiente para falar do Santos e cravar: o time bicampeão brasileiro de Robinho e Diego era melhor que os campeões da América liderados por Neymar e Ganso. Pelé e sua turma, claro, estão fora da discussão.

Supla

Há santistas que torcem pelo clube por causa da geração de Pelé. Outros pelos títulos recentes com Robinho e Diego ou Neymar e Ganso. Outros porque nasceram na Baixada Santista. Supla – e também seu irmão João Suplicy – foram influenciados pelo “papito”, Eduardo Suplicy. Político que é, o senador foi competente no lobby e hoje a dupla é uma espécie de torcedor-símbolo do clube, compondo inclusive um música em homenagem aos Santos de Robinho, Ganso e Neymar.

Faustão

Fausto Silva é hoje um dos maiores comunicadores da televisão brasileira e desde 1989 comanda o Domingão do Faustão, na rede Globo, mas o que nem todo mundo sabe é que o rechonchudo apresentador dominical trabalhou com esporte no início da carreira. Repórter de campo no rádio nos anos 70, provavelmente é mais um torcedor que se tornou santista por causa do Santos de Pelé e sua turma.

Milton Neves

O filho mais ilustre da cidade mineira de Muzambinho é um santista tão roxo que já se deixou tomar pela emoção durante a semifinal do Brasileirão de 1995: “Canta, Pacaembu. Canta, Pacaembu. Santos, meu amor”, bradou aos microfones da Joven Pan. Há quem diga que o apresentador do Terceiro Tempo, da Band, torce para o Corinthians, outra falam do Bahia e até do Santa Cruz…  trata-se de um engano provocado pelo esforço de Milton Neves em manter um bom relacionamento com times de massa.

Oscar Magrini

O ator que despontou para o sucesso como o malvado Ralf , da novela global O rei do gado, pertence ao grupo de torcedores que nasceu e cresceu torcedor do Santos. Nascido em 1961 na cidade da baixada santista, se formou em educação física na cidade, mas quis o destino que Oscar Magrini se tornasse ator. Nos dias de hoje, entretanto, o principal esporte praticado na vida do artista é a paixão pelo clube alvinegro.

Marcos Frota

Natural de Guaxupé, no estado de Minas Gerais, o ator da Globo costumava viajar mais de 150km ao lado do pai para ver o Santos enfrentar o Comercial, tradicional equipe de Ribeirão Preto. Se o Santos é o time do coração de Marcos Frota, o ator costuma dizer que tem outro clube “adotado”: o Atlético-MG. Isso por conta de uma homenagem que recebeu do outro alvinegro, diante de um Mineirão lotado, por conta de seu projeto com a escola de artes circenses.

Nuno Leal Maia

Poucos nesta lista podem dizer que conhecem tão bem o Santos quanto Nuno Leal Maia. Isso porque o ator, antes de trabalhar no palcos, foi um bom jogador de futebol e chegou inclusive a atuar nas categorias juvenis do seu clube do coração. Lá, atuou ao lado de ninguém menos que Clodoaldo. Antes disso tudo, quando ainda era criança, Nuno Leal Maia era são-paulino, mas logo virou a casaca para seguir os passos do pai, um santista fanático.

Marcelo Tas

A paixão do apresentador do CQC, da Band, pelo Santos começou na infância, quando saía da boa e velha Guaxupé para passar férias na baixada santista. Nessa idas e vindas, acompanhou treinos e jogos do time e se encantou com o futebol de Pelé, Edu, Carlos Alberto Torres, Clodoaldo, etc. Na sua terrinha, acompanhava os jogos do Santos quando a equipe enfrentava o Comercial, tradicional equipe de Ribeirão Preto.

Juliana Silveira

Modelo, atriz e cantora, Juliana Silveira é outra que virou torcedora do clube por respirar os ares santistas. Nascida na cidade, a ex-Angelicat não é muito chegada em futebol – “Para mim é um mistério. Só acompanho mesmo a Copa do Mundo” -, mas acaba de ter um filho com o empresário João Vergara. Levando em conta o empenho da mamãe em torcer, Bento terá total liberdade para escolher seu time do coração.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>