Blog UOL Esporte vê TV

Arquivo : audiencia

Audiência da final da Copa é igual à da decisão do 3º lugar
Comentários Comente

UOL Esporte

A decepção com os resultados da seleção brasileira, parece, reduziu bastante o interesse do espectador pela Copa do Mundo. A partida final, entre Alemanha e Argentina, registrou uma audiência igual à da decisão do terceiro lugar, na véspera, segundos dados prévios do Ibope.

Assim como no sábado, neste domingo a Globo marcou 29 pontos (com 54% de share), enquanto a Band conseguiu 8 pontos, também mostrando a final. Os dados se referam à Grande São Paulo.  SBT, com 4, e Record, com 3, ficaram em terceiro e quarto lugares.

 


TUF Brasil perde audiência na estreia mesmo com Wanderlei e Sonnen
Comentários Comente

UOL Esporte

TUF Brasil 3

TUF Brasil 3

[tagalbum id=”73230″]


A estreia da terceira edição do TUF Brasil, o reality show do UFC, não conseguiu superar os números das duas temporadas anteriores. Na madrugada deste domingo, o programa liderou na audiência em seu horário, mas com um número inferior ao de 2013 – que por sua vez já havia sido pior do que em 2012.

O TUF foi transmitido após o BBB, e veio com a prometida atração no duelo de técnicos, que são os arquirrivais Chael Sonnen e Wanderlei Silva. Foram 9 pontos, de acordo com a TV Globo, com 29% de participação no horário, entre 23h55 e 0h50. O SBT ficou com 6 pontos, seguido por Band (4) e Record (3).

Comparando com as outras temporadas, a queda foi mais suave desta vez. O primeiro TUF Brasil, que teve Vitor Belfort e o mesmo Wanderlei, estreou dando 15 pontos de audiência. Na segunda edição, uma queda de 30% deixou o reality show com apenas 10 pontos, um a mais do que no episódio deste fim de semana.

  • 23234
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2014/03/10/voce-aprovou-a-participacao-de-hortencia-e-isabel-no-tuf-brasil-3.js

Aperitivos desta terceira temporada já chamam a atenção para uma suposta briga entre Wanderlei e Sonnen, que teriam ido às vias de fato na academia do TUF. A produção conta com isso e com alguns ajustes para atrair a atenção do público, principalmente buscando disseminar o MMA para um público que ainda pouco conhece ou entende da modalidade.

Uma das ações nesse sentido foi escalar como assistentes dos técnicos as ex-jogadoras Isabel, do vôlei, e Hortência, do basquete. Elas foram marcantes na estreia do programa, dividindo opiniões entre os telespectadores.

O primeiro episódio contou com oito combates, dos 16 previstos para a primeira fase do reality show. Os 16 vencedores desta rodada ficarão confinados e disputarão as chaves nas categorias médio e pesado, cada uma dando ao campeão um contrato com o Ultimate.

Por Maurício Dehò
Do UOL, em São Paulo


Ponte Preta tem boa audiência e justifica transmissão de final contra Lanús
Comentários Comente

UOL Esporte

O empate por 1 a 1 entre Ponte Preta e Lanús na última quarta-feira, pela primeira partida da final da Copa Sul-Americana, rendeu à Globo surpreendentes 21 pontos de audiência no Ibope. O jogo foi transmitido para São Paulo, e correspondeu a 39% dos aparelhos de televisão sintonizados na emissora.

O número está dentro da média dos jogos de quarta-feira das equipes de maior torcida no Campeonato Brasileiro- entre 19 e 22 pontos. Até a 23ª rodada da competição, a média de audiência dos grandes paulistas na Globo era em torno de 17 pontos, liderada pelo Corinthians, que tinha média de 24 pontos (26 nas partidas de quarta-feira).

Os 21 pontos também ficam muito próximos dos dados do ano passado da final da mesma Copa Sul-Americana. O primeiro confronto da final entre o São Paulo, que venceu a competição, e o Tigre, da Argentina, registrou 23 pontos, apenas dois a mais do que a Macaca em 2013.

Dois pontos a menos também foram a diferença entre a partida contra o Lanús e as duas partidas anteriores, pelas semifinais, contra o próprio São Paulo. Na surpreendente eliminação da equipe da capital pela Ponte, nos dias 20 e 27 de novembro, os dois jogos também registraram 23 pontos.

Em São Paulo, cada ponto no Ibope equivale a 61.952 domicílios sintonizados no canal. A audiência da segunda partida da final, que decidirá a Sul-Americana, deve ser ainda maior. O jogo será às 21h50 da próxima quarta-feira, no estádio La Fortaleza, na Argentina, casa do Lanús.


Final rende à Globo maior audiência do ano com futebol
Comentários Comente

UOL Esporte


A transmissão de Brasil e Espanha rendeu 34 pontos de audiência para a Globo, segundo dados prévios do Ibope em São Paulo. Esse número representa 54 % dos aparelhos ligados no horário. A se confirmar, será a maior audiência da emissora no ano com futebol. O recorde anterior pertencia ao jogo que determinou a eliminação do Corinthians da Taça Libertadores, contra o Boca Juniors, que marcou 33 pontos.

A Band também está comemorando o seu resultado com a transmissão da final da Copa das Confederações. A emissora registrou 10 pontos, mais que a soma dos seus dois concorrentes, SBT (com 5) e Record (com 4). Somando as audiências de Globo e Band, cerca de 70% dos aparelhos estavam sintonizados na partida.

Por Maurício Stycer, do Rio de Janeiro


Casagrande diz que excesso de jogos afasta telespectadores e aprova convidados
Comentários Comente

UOL Esporte

Crédito da imagem: Reinaldo Marques/TV Globo

Francisco De Laurentiis*
Do UOL, em São Paulo 

Enquanto boa parte dos times brasileiros ganha cada vez mais dinheiro com patrocínios e tira jogadores da Europa, como Seedorf, Forlán e Alexandre Pato, a audiência do futebol na TV aberta segue caindo a ano a ano. Em 2010, por exemplo, a Globo marcava média de 21 pontos** no Ibope com a bola rolando. Já neste ano, o número é 17,4 – uma queda de 17,1% nos últimos três anos.

Vários motivos são dados como explicação sobre o porquê da redução da audiência, como o aumento das opções de lazer e o baixo nível técnico das partidas. Mas, para quem está diretamente ligado às transmissões, o problema é outro.

Walter Casagrande

Walter Casagrande

[tagalbum id=”14173″]

Segundo Walter Casagrande, principal comentarista da TV Globo, o excesso de jogos sem importância e a falta de partidas decisivas são os principais fatores que vêm afastando os telespectadores das rodadas do futebol. Em entrevista ao UOL Esporte, Casão disse que apenas duelos mais atrativos dão audiência, e também aprovou uma das medidas adotadas pela emissora para tentar reerguer a audiência.

>>> “Bem, Amigos” tem Casagrande emocionado e invasão de Jô Soares 

“Eu faço muitos jogos, e vejo que, nas grandes partidas, a audiência é bem alta. Acho que o excesso de jogos prejudica demais… Toda hora passa muito jogo, futebol vira uma coisa corriqueira. Antigamente, passava muito menos, cada jogo era uma atração”, diz o comentarista, que, recentemente, lançou sua autobiografia.

“Hoje, as pessoas só se interessam quando o jogo é legal, decisivo. Jogo de Libertadores, por exemplo, dá audiência altíssima. Finais também sempre vão bem (na audiência). Até os jogos da seleção, mesmo sem serem por campeonatos oficiais, continuam dando bons números. Quando o evento é bom, todo mundo quer ver. Quando o evento é ‘mais ou menos’, as pessoas pensam duas vezes”, completa

Casagrande com o amigo Serginho Groisman, no “Altas Horas”. Para o comentarista, é necessário que haja mais jogos decisivos na televisão aberta (Crédito da imagem: Reinaldo Marques/TV Globo)

Casagrande, aliás, diz que não é apenas a audiência do futebol que está caindo na TV: “O Ibope televisivo está em declínio em todas as áreas. Hoje, as pessoas tem internet e um monte de outras coisas para passar o tempo. Não é só o futebol que está caindo. Tudo relacionado a televisão está experimentando queda”, afirma.

Os dois jogos de melhor audiência na Globo este ano tiveram o Corinthians  e a Libertadores como protagonistas: contra Tijuana (México) e Millonarios (Colômbia), a emissora marcou 24 pontos. Já o pior Ibope veio do Paulistão, competição criticada pela extensão: Guarani x São Paulo marcou 8 pontos.

>>> Casagrande diz que sua biografia foi feita para ajudar dependentes 

Já na Bandeirantes, que não transmite a competição continental, a melhor audiência veio em um clássico paulista: São Paulo 1 x 2 Corinthians, no final de março, deu 8 pontos. A pior foi em um jogo da Liga dos Campeões da Europa: Paris Saint-Germain (França) x Valencia (Espanha), pelas oitavas de final, marcou 3,5 no Ibope.

Comentarista aprova convidados especiais

Uma das estratégias usadas pela Globo para tentar subir seus números do futebol foi repetir uma ideia do final dos anos 1990: levar convidados especiais, como músicos e atores, para comentar as partidas com Galvão Bueno, Cléber Machado e cia.

Casagrande gostou de comentar ao lado do ator Aílton Graça e do ex-jogador Zé Maria (Crédito da imagem: Reinaldo Marques/TV Globo)

No fim da década passada, nomes como os dos pagodeiros Netinho de Paula e Alexandre Pires foram os atrativos. Já neste ano, personalidades como a cantora Luiza Possi, o ator Aílton Graça e o técnico de vôlei José Roberto Guimarães já participaram de jogos em São Paulo, tanto no Estadual quanto na Libertadores. No Rio de Janeiro, vários outros artistas famosos também deram seus palpites.

Casagrande aprova a estratégia e diz que os convidados, mesmo não sendo na maioria das vezes ex-jogadores ou técnicos, acrescentam muito às discussões futebolísticas.

>>> Casagrande diz que fazia sexo “proibido” na época da Democracia

“É uma coisa diferente. Pela queda da audiência, as pessoas têm que inventar outras maneiras de chamar a atenção. Acho legal quando trazem cantores, porque eu gosto muito de música, mas atores e ex-jogadores também são muito legais. Quando veio o Zé Maria [comentar Corinthians x Millonarios] foi sensacional”, lembrou Casão.

“Na maioria das vezes, eles deixam a transmissão muito rica. Quando o cara acompanha e entende bastante de futebol, fica muito legal. Por exemplo, o [ator] Aílton Graça é corintiano doente, entende tudo do Corinthians, então, ele sabe bem do que está falando. Essa transmissão ficou muito legal. Às vezes até nem acrescenta nada na discussão futebolística, mas o fato da pessoa de outra área dar a opinião dele também agrega à transmissão”, opina o comentarista da TV Globo.

*Colaborou Erich Beting, do blog Negócios do Esporte

**Cada ponto equivale a 62 mil domicílios sintonizados na Grande São Paulo


Record comemora 17 minutos de liderança com seleção feminina do Brasil
Comentários Comente

UOL Esporte

A estreia do Brasil nos Jogos Olímpicos de Londres na quarta-feira colocou a Record na liderança do Ibope por 17 minutos em São Paulo. Em comunicado liberado para a imprensa, a emissora comemorou os números do primeiro dia olímpico.

O inusitado é que o comunicado cita o terceiro colocado no Ibope e informa a audência, mas ignora quem ficou na liderança: “A partida do futebol feminino entre Brasil e Camarões, marcou média de 8 pontos, pico de 10 e share de 20%, consolidando o segundo lugar absoluto na audiência. A emissora terceira colocada ficou com 5 pontos de média. O jogo foi transmitido das 14h25 às 16h46”.

No mesmo horário, a Globo exibiu um capítulo da novela Chocolate com Pimenta, no Vale a Pena ver de Novo, e o filme Soltando os Cachorros, pela Sessão da Tarde.

Foto: Cristiane, atacante da seleção feminina. Crédito: REUTERS/Francois Lenoir


UFC com Anderson e Sonnen bate recorde no PPV e tem 150 mil pacotes vendidos
Comentários Comente

UOL Esporte

Maurício Dehò
Do UOL, em São Paulo

Vendido como a “Luta do Século”, o UFC 148 bateu recorde na venda de pay-per-views no Brasil. O evento, no último sábado, contou com a revanche de Anderson Silva e Chael Sonnen – e vitória por nocaute do Brasileiro – e teve a venda recorde de 150 mil pacotes.

Leia mais: Mesmo em VT, Globo consegue seu recorde de audiência com o UFC

O número prévio inclui a comercialização da luta avulsa e também de assinaturas do canal para o mês de julho/agosto. Com isso, o faturamento passa dos R$ 7,5 milhões, valor que seria arrecadado só com a venda de assinaturas – cerca de R$ 50 reais; a luta avulsa custou cerca de R$ 70.

Os 150 mil pacotes vendidos superam o recorde do UFC 126, entre Anderson Silva e Vitor Belfort. Na ocasião, 105 mil pessoas compraram o PPV e assistiram ao nocaute com um chute espetacular do Spider.

O aumento foi de mais de 40%, superando as expectativas de redes como a NET, que esperavam 30% a mais de vendas para o duelo.

Na TV aberta, o UFC já havia batido recorde de audiência com 19 pontos de média, mesmo que a Rede Globo, por questões contratuais, tenha transmitido o evento apenas como VT, 30 minutos depois de sua realização.


Mesmo com luta em VT, Globo consegue seu recorde de audiência com o UFC
Comentários Comente

UOL Esporte

A transmissão do UFC 148 pela TV Globo, com a chamada “luta do século” entre Anderson Silva e Chael Sonnen, fez a emissora quebrar o próprio recorde no esporte. Mesmo anunciando anteriormente que transmitiria o combate em VT, os números prévios do Ibope na Grande São Paulo apontaram a maior audiência do MMA na TV aberta.

>> MAIS: Galvão “esquece” atraso, fala em luta ao vivo e Globo é criticada
>> Dana e LeBron ofuscam presença de Ronaldo no UFC 148; confira os bastidores

Na madrugada deste domingo, a emissora conseguiu ter média de 19 pontos, ficando bastante à frente de SBT, segundo com 3 pontos, e Record, terceiro, com 2 pontos. Cada ponto equivale a cerca de 58 mil televisores ligados no canal, o que significa um número altíssimo para o horário – por volta de 1h da manhã.

Mesmo com o bom número, a Globo não se safou das críticas pela transmissão, já que Galvão Bueno chegou a dizer que estavam passando o evento ao vivo. O termo “#GloboFail” foi um dos mais postados no Twitter na madrugada de sábado para domingo.

O número conquistado pela Globo na vitória de Spider sobre Sonnen supera a sua própria marca de 18 pontos do UFC on FOX, em novembro do ano passado, quando Júnior Cigano derrotou Cain Velasquez e foi campeão dos pesos pesados por nocaute em combate que durou apenas um minuto, mas com Galvão Bueno e Vitor Belfort no comando da transmissão.

A marca vence, ainda, a edição do UFC 147, há duas semanas, que teve no card principal a luta de Wanderlei Silva e Rich Franklin. A derrota de ‘Wand’ rendeu média de 16 pontos. Outra grande audiência superada neste final de semana foi a segunda transmissão do UFC pela Globo, a da luta de José Aldo e Chad Mendes, vencida pelo brasileiro também por nocaute, com média de 15 pontos.

[uolmais type=”video” ]http://mais.uol.com.br/view/12933630[/uolmais]


Globo bate recorde de audiência em 2012 com Corinthians x Boca
Comentários Comente

UOL Esporte

O Corinthians se sagrou campeão da Libertadores e, além de sua torcida, a Globo também comemorou. O segundo jogo da final contra o Boca Juniors, na noite desta quarta-feira, rendeu à emissora o recorde de audiência no ano.

Dados preliminares do Ibope contabilizam 48 pontos de média para a Globo durante a decisão, com picos de 52, de acordo com a Folha.com. Durante a decisão, a Record somou 6 pontos, contra 4 do SBT. Cada ponto equivale a 60 domicílios sintonizados na Grande São Paulo.

O recorde anterior pertencia ao primeiro jogo da final da Libertadores, quando a Globo registrou 42 pontos de média e 65,5% de share (número de televisores ligados sintonizados na TV).


Transmissão dos jogos da Eurocopa faz audiência crescer até 372%, diz Band
Comentários Comente

UOL Esporte

A Bandeirantes transmitiu ao vivo todos os jogos da Eurocopa até o momento e, o levantamento ao fim da primeira fase foi positivo. De acordo com a assessoria de imprensa da emissora, a audiência do canal durante as partidas aumentou 372%.

A média dos jogos foi de 4,2 pontos, em levantamento do IBOPE Media Workstation. Os dados correspondem a domicílios na Grande São Paulo, e cada ponto equivale a 60 mil casas.


Di Natale chuta para marcar para a Itália contra a Espanha – Foto: Patrik Stollarz/AFP

A transmissão de Espanha x Itália, dia 10 de junho, rendeu 5,1 pontos entre 13h e 14h50 e deixou o canal tecnicamente empatado em segundo com Record e SBT e atrás da Globo.

A maior audiência foi no dia 19, com Inglaterra x Ucrânia e flashes de Suécia x França, pela última fase da classificação. Entre 15h46 e 17h36, a Band teve 5,6 de audiência, contra 7,0 do SBT e 13,1 da Globo.

A emissora anunciou a transmissão de todos os jogos da competição. Nesta sexta, o duelo é entre Alemanha e Grécia. Sábado tem Espanha x França, enquanto domingo é dia de Inglaterra x Itália. As semifinais estão marcadas para os dias 27 e 28, enquanto a decisão será dia 1º de julho. Todos os duelos são às 15h45.