Blog UOL Esporte vê TV

Apresentador volta à ESPN e fica entre banda, hambúrgueres e TVs
Comentários 1

UOL Esporte

rodrigo-rodrigues-jornalista-e-apresentador-da-espn-1398898902293_400x500

Nove meses após anunciar a saída da ESPN, Rodrigo Rodrigues voltará ao canal. Seu retorno foi anunciado na 3ª edição do Bate Bola nesta sexta-feira (22), programa que o apresentador comandava até agosto de 2014, quando deixou a ESPN.

Durante a participação no Bate Bola, Rodrigues afirmou que apresentará um programa semanal nesta nova fase, mas não deu mais detalhes sobre o formato ou data de estreia. Ele conciliará a participação na ESPN com a Gazeta, onde apresenta atualmente o programa musical Ouça!, e também com seus outros projetos pessoais – a banda Soundtrackers, que faz versões de trilhas sonoras de filmes, e uma lanchonete homônima em São Paulo

Rodrigo Rodrigues comandou o Bate Bola durante quatro anos, e deixou o canal em agosto de 2014 para se dedicar aos projetos pessoais, além do lançamento do livro London London.

Camila Mamede
Do UOL, em São Paulo


Neto ameaça soltar cobra em cima de Velloso e “dá aula” sobre leões
Comentários 1

UOL Esporte

OsDonos-Neto-cobra-Velloso_reproducao-Band

(Reprodução/Band)

O ex-jogador comentarista Neto mostrou coragem e bastante jeito para lidar com a cobra levada a seu programa Os Donos da Bola pelo convidado Richard Rasmussen. O aventureiro lá esteve nesta sexta com o próximo de divulgar a sua atração, Sábado Animal, que estreia neste sábado na Band.

“Quer tirar, pode tirar. Tenho medo, não”, avisou Neto a Rasmussen, referindo-se ao animal que estava dentro de uma caixa. “Quer deixar comigo, pode deixar no meu pescoço?”, insistiu e levou o bicho para perto do ex-goleiro Velloso, apavorado com a cobra. “Que cobra é essa aí?”, perguntou, para depois esquivar-se das investidas de Neto, segurando o animal. “Vira pra lá, sai fora. Não gosto, não. Não, não, não, para, para, pára!”, apelou, Velloso.

“Um cara desse tamanho”, comentou Rasmussen. “Tem que tratar com carinho”, recomendou Neto, que esbanjou não só habilidade com a cobra como compartilhou seus conhecimentos sobre animais selvagens. A “aula” de Neto ocorreu logo após Richard explicar que, em geral, os bichos procuram duas coisas: uma boa refeição e um bom sexo.

“O Leão, por exemplo, tem 15 leoas. Se for mentira, você me corrija, porque eu entendo superficialmente sobre isso. As 15 é dele, tanto é que quando tem um outro leão que tem um filhote que não seja dele, ele vai lá e mata o leão por fica com medo de perder ele”, iniciou, Neto, e se empolgou com o assunto, sobretudo após elogio de Rasmussen: “Está informado. Você tá melhor do que eu”.

“A verdade é isso. Pra vocês que não sabem, o leão tem lá as 15 leoas. Se chegar outro leão, ele não vai deixar. Mata todos os filhotes que não é dele e mata o leão. Outra coisa, ele não quer que esse filhote mais tarde sobreviva e toma o lugar dele”, finalizou a explanação o comandante do Os Donos da Bola. “É isso, você foi muito bem”, deu mais moral ainda, Richard.

“Tá vendo como eu sou bom”, gabou-se o ex-jogador, diante do olhar assustado do companheiro, Velloso, e dos demais participantes da atração da Band, o ex-jogador e técnico Pintado, e o jornalista Estevan Ciccone, este bem mais corajoso que o ex-goleiro, topando segurar a cobra numa boa. “Fez a cobra dormir”, tirou um sarro, Neto.


Belfort pode aparecer ao vivo na Globo em transmissão gravada do UFC
Comentários Comente

UOL Esporte

Cleber_Cigano
Por contrato, a Rede Globo é obrigada a levar ao ar somente 30 minutos depois do evento ao vivo a luta entre o desafiante Vitor Belfort contra o dono do cinturão dos médios, Chris Weidman, a luta do UFC 187 de maior interesse para o público brasileiro. E assim será. Mas o plano da emissora é fazer uma transmissão parte gravada e outra parte ao vivo.

Como Belfort x Weidman será a penúltima luta da noite (Anthony Johnson x Daniel Cormier, pelo título dos meio pesados, fecha o evento), a emissora espera poder ouvir o brasileiro ao vivo na transmissão depois que a luta entrar gravada. Vitor terminaria seu combate e posteriormente vai para o exame antidoping, que leva um tempo considerável. A ideia é que depois disso participe da transmissão da Globo direto de Las Vegas.

Nos microfones, Cleber Machado ficará a cargo da narração, com Júnior Cigano, ex-campeão dos pesados do UFC, nos comentários. Ambos já fizeram diversas participações em eventos do Ultimate transmitidos pelo canal, como por exemplo no UFC 156, em 2013.

Serviço – O UFC 187, com suas duas disputas de cinturão em Las Vegas, começa às 19h30 (de Brasília), com as sete lutas do card preliminar. O card principal está marcado para as 23h, com cinco lutas, sendo Chris Weidman x Vitor Belfort a penúltima, seguida por Anthony Johnson x Daniel Cormier. O Placar UOL acompanha todos os momentos do evento. O canal pago Combate faz a transmissão ao vivo, e a Rede Globo terá as principais lutas em VT, com o habitual atraso, previsto no contrato com o UFC.

Card principal
Meio-pesado (cinturão): Anthony Johnson x Daniel Cormier
Médio (cinturão): Chris Weidman x Vitor Belfort
Leve: Donald Cerrone x John Makdessi
Pesado: Travis Browne x Andrei Arlovski
Mosca: Joseph Benavidez x John Moraga

Card preliminar:
Mosca: John Dodson x Zach Makovsky
Meio-médio: Dong Hyun Kim x Josh Burkman
Médio: Uriah Hall x Rafael Natal
Palha feminino: Rose Namajunas x Nina Ansaroff
Meio-médio: Mike Pyle x Colby Covington
Leve: Islam Makhachev x Leo Kuntz
Mosca: Justin Scoggins x Josh Sampo

Rogerio Jovaneli
Do UOL, em São Paulo


Pacotão de vôlei da Band estreia com jogo do Brasil na Liga Mundial
Comentários 2

UOL Esporte

Brazil's players celebrate a point against France during their semifinal match at the FIVB Volleyball Men's World Championship Poland 2014 at Spodek Arena in Katowice

 

A Bandeirantes contará com uma extensa programação voltada ao vôlei em 2015.

A emissora paulista fechou um pacotão de eventos a serem transmitidos neste ano, incluindo diversas partidas das seleções brasileiras masculina e feminina (no Brasil e no exterior) e campeonatos de vôlei de praia.

Na quadra, a Band exibirá a Liga Mundial, Grand Prix e as Copas do Mundo Masculina e Feminina. Na praia, trasmitirá etapas do Grand Slam e o Mundial, que será realizado entre 26 de junho e 5 de julho.

A primeira transmissão será na próxima sexta-feira, às 14h, com o duelo entre Brasil e Sérvia pela abertura da Liga Mundial. A equipe de narrador, comentarista e repórter ainda não foi divulgada pela emissora

As negociações para a aquisição do pacotão do vôlei foram realizadas diretamente com a Rede Globo. A emissora carioca é detentora dos direitos de transmissão destas competições para o país em um acordo firmado com a Federação Internacional (FIVB) e válido até o fim de 2018.

O acerto entre as emissoras é celebrado pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

“Vemos isso com muitos bons olhos para o vôlei brasileiro, pois possibilita uma maior exposição da modalidade e aumenta o interesse do público. Como a Globo nem sempre tem espaço na sua grade para exibir as partidas, é ótimo que outro canal possa exibir. Nós, da CBV, sempre nos manifestamos favoráveis a isso e pedimos a Globo. É muito bom saber que houve esta compreensão'', afirmou ao UOL Esporte Neuri Barbieri, vice-presidente da CBV.

A Globo seguirá exibindo algumas partidas da Liga Mundial e do Grand Prix. O SporTV – do grupo Globosat – exibirá toda a competição e também os torneios de vôlei de praia.

Neste ano, a Globo também já havia fechado acordo com a RedeTV! para cessão de direitos das Superligas Masculina e Feminina e de competições nacionais de vôlei de praia.

Por Fábio Aleixo
Do UOL, em São Paulo


Avallone defende SporTV e rebate críticas de Alberto Helena
Comentários 36

UOL Esporte

 

roberto-avallone-jornalista-1369364205121_564x430

 

O jornalista Roberto Avallone, 66, fez história na TV brasileira ao comandar o Mesa Redonda, na TV Gazeta, por quase 20 anos. Estimulando debates “intermináveis'' sobre futebol, em boa parte do tempo levou a emissora ao segundo lugar de audiência nas noites de domingo, atrás apenas da TV Globo. Depois que deixou o canal, em 2003, passou pela RedeTV!, pela Band e pela CNT. Há dois meses participa do Redação SporTV, no canal pago.

Extrovertido, ele conta que se adaptou bem à função de comentarista. “Estava com saudade de estar em uma TV com mais audiência. Não só com mais audiência, como com mais recursos. A repercussão tem sido muito boa. Não tenho queixa nenhuma. Não fui censurado nenhuma vez'', disse ele, antes de soltar um sorriso. “Estava com saudade porque é um viciozinho que pega na gente''.

Nesta semana, em uma entrevista ao UOL Esporte, o comentarista Alberto Helena Júnior se queixou do canal. Disse ter deixado a emissora por não aceitar pedidos de “moderação'' em seus comentários.  Na mesma entrevista, afirmou que em certa ocasião, Avallone teria pedido a sua cabeça, quando ambos trabalhavam na Gazeta.

“Não me interessa ficar sustentando um tiroteio verbal. Consultei meu advogado e ele está estudando o caso. É aquilo que está na blog“, afirmou Avallone, que desconhece o motivo de ter sido atacado. “Eu nem era o gancho da matéria. A matéria era outra. Eu caí de paraquedas, sendo achincalhado. Eu fiquei abismado. Diante desse nível, não adianta ficar explicando. Nunca pedi a cabeça. Nunca mesmo. Ainda bem que eu tenho testemunhas que trabalharam comigo. Eu não tenho esse hábito. Eu sempre falo com a pessoa olhando nos olhos''.

Apesar do pouco tempo na nova emissora, Avallone afirma estar bem adaptado. “Eu tenho espaço para falar à vontade, embora eu não esteja na ancoragem. Eu mesmo, durante um certo tempo, fiquei em dúvida se eu me adaptaria ou não. Eu fiz alguns programas nesse período. O Cartão Verde, da Cultura, é muito legal, mas eu senti falta de ancorar. Fiz um programa no SBT. Fiz o Bola da Vez, na ESPN, mas tem uma certa diferença. Requer algum tempo de adaptação. Mas aqui a adaptação foi rápida pelo estilo do programa. É um programa de duas horas com três pessoas. Então você não se sente assim subalterno, comandado, um participante. Mas poderia ter isso''.

Segundo ele, em seu novo trabalho, o papo é de igual para igual. “Esse tipo de programa globaliza. Globaliza é coincidência. Ele expande os limites. Expande o universo de assuntos. E te obriga até a se atualizar bastante, o que é legal''. Avallone explica que não tem um contrato com tempo determinado com a emissora, mas que o acordo que foi feito com ele está sendo cumprido regiamente. “Mas pelo jeito, está caminhando bem para outras coisas''.

Do tempo da TV aberta, ele guarda somente boas lembranças. “Eu fiz 20 anos Gazeta. Que era uma referência. Foi um período muito feliz. Principalmente em relação ao Mesa Redonda Futebol Debate. Teve um domingo em que a gente chegou a ganhar da Globo por 40 minutos. Foi um jogo Corinthians x São Paulo. O Corinthians eliminou o São Paulo. Era uma semifinal de Campeonato Paulista, que tinha até mais valor naquela época. O gol foi do Neto, supostamente impedido'', afirma.

O sucesso do programa, segundo ele, naquela noite, se deu por conta dos entrevistados. “A gente conseguiu levar o Neto, que fez o gol. O Zetti, que sofreu o gol. O presidente do São Paulo, bravo. Era um tema efervescente. Admito que naquela época era mais fácil. Talvez hoje, não fosse assim''.

Na opinião de Avallone, no período do Mesa Redonda, as TVs abertas não davam muita atenção às noites de domingo. “A Globo tinha um programa ótimo, que eu gostaria, você gostaria. Que era o Festival Charlie Chaplin. Mas não sei se atingia a massa de telespectadores. Era um festival cult. A gente ficou em segundo lugar durante muito tempo e durante 40 minutos, a glória máxima: a gente conseguiu ganhar da Globo''.

Vagner Magalhães
Do UOL, em São Paulo

 


ESPN entra em acordo com Fox e transmitirá Alemão por mais três temporadas
Comentários 3

UOL Esporte

A ESPN Brasil anunciou nesta quinta-feira que seguirá transmitindo a Bundesliga, o Campeonato Alemão de futebol, pelo próximo triênio: 2015-2016 a 2017-2018. Para tanto, o canal obteve sublicenciamento do torneio europeu cujos direitos televisivos haviam sido adquiridos com exclusividade pelo Fox Sports no fim de 2013.

Dessa forma, ambas as emissoras irão compartilhar a transmissão das partidas da liga nacional alemã, uma das principais do mundo e que, no caso da ESPN, é exibida há 20 anos, sendo que cada canal ficará com metade dos jogos (partidas distintas) por temporada. A emissora da Disney também passa a ter direito a alguns jogos que definem o rebaixamento e a direitos não exclusivos para a Super Copa Alemã em 2016 e 2017.

Vale lembrar que a ESPN brasileira também possui direitos de TV compartilhados com a própria Fox para a transmissão de outra liga badalada, a Premier League, que é o Campeonato Inglês. Porém, em breve este torneio também será alvo de intensa concorrência no novo contrato. O mesmo vale para o Espanhol, também mostrado pelos canais ESPN.

No caso do Campeonato Italiano, que a ESPN também mostra a seus assinantes via acordo com a Fox para exibição compartilhada, o compromisso é válido apenas até o fim da atual temporada. Terá que renegociar se quiser seguir como sublicenciada do torneio e mostrar juntamente com a Fox. Enquanto que o Campeonato Francês é mostrado via entendimento com o Sportv, canal esportivo da Globosat.

Já a Liga dos Campeões da Europa, que até este ano era mostrado pela ESPN Brasil, mas cujos direitos em TV fechada foram perdidos para o Grupo Turner/Esporte Interativo, até então não há qualquer acordo para a manutenção da sua exibição a partir da próxima temporada 2015-2016. Somente o EI irá exibi-lo até o fim do compromisso, na temporada 2017-2018.

Rogerio Jovaneli
Do UOL, em São Paulo


Jorge Nicola assina e já é do time de comentaristas da ESPN Brasil
Comentários 9

UOL Esporte

Repordução

Repordução

O colunista do jornal Diário de S. Paulo, Jorge Nicola, assinou contrato e já faz parte do time de comentaristas da ESPN Brasil. O acordo, acertado no mês passado, prevê participações não apenas nos Bate-Bolas (1, 2, 3 e até 4), mas também em outros programas da emissora e para comentar jogo.

Informações dos bastidores do futebol e notícias de contratações também fazem parte das atribuições de Nicola na ESPN. O cronista segue normalmente com sua coluna de jornal e como blogueiro do Yahoo! Esportes.

Além dele, a ESPN Brasil contratou em janeiro o analista jornalista Mário Marra, da rádio CBN, e o ex-jogador Alex. No mês seguinte, o canal anunciou o seu time de “Embaixadores'', ex-jogadores com a tarefa de atuar na cobertura da Copa Libertadores da América, casos de Iarley (Internacional), Marques (Atlético-MG), Raí (São Paulo), Rincón (Corinthians) e Sorín (Cruzeiro). Esses dois últimos já são colaboradores da ESPN há algum tempo, a exemplo de outro ex-atleta, Zé Elias.

Rogerio Jovaneli
Do UOL, em São Paulo


Promessa de Maitê Proença faz ator global “boiar” em brincadeira no Corujão
Comentários 2

UOL Esporte

Paulinho_Vilhena
Muitos se lembram da aposta feita pela atriz Maitê Proença no Extra Ordinários, programa das noites de domingo no Sportv, sobre ficar nua se o Botafogo voltar à Série A. Mas o ator global Paulinho Vilhena não é um deles, e “boiou” em uma brincadeira do apresentador e ex-judoca Flavio Canto, na madrugada desta quinta-feira, no programa Corujão do Esporte, na Globo.

“Todo mundo na torcida pro Botafogo subir pra Série A agora este ano, né?”, comentou o apresentador para…nenhuma reação, até um certo estranhamento dos convidados, entre eles, Paulinho Vilhena que questionou: “por quê?”

“Pela promessa dela, né?“, respondeu Canto. O ator fez sinal que nada sabia do fato. Não só ele. Também os outros dois convidados, o campeão da etapa brasileira do Mundial de Surfe no último domingo, Filipe Toledo, e o diretor de cinema José Henrique Fonseca, do filme “Heleno”, sobre a carreira do ídolo do Botafogo Heleno de Freitas, ambos demoraram a entender. Constrangedor.

Foi necessário Canto explicar, em detalhes, o episódio repercutido em  redes sociais. “É brincadeira. É que ela falou que se o Botafogo subisse, ela ia posar nua”, respondeu Canto.

“Ah é? Aumentou a torcida, então, do Botafogo”, finalmente Paulinho ajudou o apresentador e fez uma graça com a promessa de Maitê.

mAITÊ_Proença

A promessa de Maitê foi feita durante o programa Extra Ordinários, do canal por assinatura Sportv. Questionado pelo humorista Felipe Andreoli o que ela prometeria se o Botafogo voltasse para a primeira divisão, a atriz de 57 anos que já possou duas vezes para revistas masculinas não titubeou:

“Fico pelada, peladíssima. Eu vou vir só com uma coleria escrito Botafogo”, disse Maitê Proença fazendo o gesto como quem colocasse uma coleira no pescoço.

O assunto surgiu depois que a jornalista colombiana Alejandra Omaña prometeu e cumpriu fazer um ensaio sensual caso seu time na Colômbia, o Cúcuta Deportivo, subisse à primeira divisão do futebol nacional. E, dois meses após o acesso do time, cumpriu com sua palavra.


Jô brinca com Morumbi vazio na abertura do Brasileiro e critica futebol
Comentários 8

UOL Esporte

Leonardo Soares/UOL

Jô Soares aproveitou a entrevista com o cantor Péricles, exibida pela Globo nesta madrugada de quarta para quinta, para ironizar o baixo público de São Paulo x Flamengo, primeira rodada do Campeonato Brasileiro e, de quebra, criticar o futebol disputado no país.

“Teve uma coisa que me deixou um pouco agoniado que é o seguinte: você cantando o hino nacional no jogo São Paulo e Flamengo, e eu fiquei emocionado com a quantidade de pessoas que estavam assistindo a esse jogo”, ironizou Jô, para em seguida a foto do estádio às moscas, com várias cadeiras vazias, ser mostrada no programa. Plateia, banda, todos riram da situação constrangedora.

“Realmente, gente, o futebol brasileiro tá de brincadeira. Você põe um time como o Flamengo, São Paulo e esse homem, que é um ídolo também, abertura do Campeonato Brasileiro, o Péricles cantando lindamente o hino nacional e a plateia…três gatos pingados lá em cima. Que aflição”, acrescentou o apresentador do talk show da Globo.

Apesar de ter sido “cornetado'' por Jô, o público do duelo entre São Paulo e Flamengo não foi dos piores, contando com 13.708 espectadores que acompanharam a vitória são-paulina por 2 a 1, com gols de Luis Fabiano e Alexandre Pato para o tricolor e de Everton para o rubro-negro.


Inter fica sem água quente no vestiário e repórter faz teste no chuveiro
Comentários 13

UOL Esporte

IMG_0778

O Internacional não pôde seguir todo o ritual pós-jogo no estádio El Campín, em Bogotá. Depois de perder por 1 a 0 para o Independiente Santa Fe – gol marcado aos 46 minutos do segundo tempo, o Colorado encontrou um vestiário sem água quente. O imprevisto acelerou a saída da delegação rumo ao hotel e gerou uma cena inusitada na TV.

“Não tem água quente, vamos tomar banho no hotel”, disse Juan ao Fox Sports. “Banho com água fria não dá (risos)”, brincou Ernando, também confirmando o problema.

Depois dos relatos do grupo de jogadores, o repórter Vagner Martins foi até o vestiário e ligou um dos chuveiros. Fazendo sinal de negativo com a mão, ele confirmou que apenas água gelada estava à disposição.

A câmera ainda flagrou uma piscina de plástico no canto do vestiário, com sacos de gelo por perto no que deveria ser uma banheira comumente usada após os jogos para choque térmico e tratamento contra dores musculares.

Internacional e Santa Fé voltam a se enfrentar no dia 27 de maio, no Beira-Rio. Os colombianos jogam por qualquer empate. O time gaúcho precisa devolver o 1 a 0 para levar a decisão para os pênaltis ou marcar dois ou mais gols para avançar às semifinais.