Blog UOL Esporte vê TV

Repórter da ESPN chora ao falar de furo sobre irregularidades no vôlei

UOL Esporte

Nesta terça-feira o repórter e comentarista Lúcio de Castro foi às lágrimas na segunda edição do Bate-Bola da ESPN. Ao falar sobre sua reportagem intitulada “Dossiê Vôlei'', onde ele denuncia esquema de corrupção da CBV, ele não se conteve e interrompeu sua fala com a voz embargada.

“Nestas horas não dá para separar o cidadão do jornalista. O que estas pessoas falam dos pobres, mas o pobre pode andar de cabeça erguida porque ganhou seu dinheiro suado… é… (silêncio e choro). Segue aí Dudu (Eduardo Monsanto, apresentador do programa)'', interrompeu Lúcio de Castro.

Na sequência, o comentarista Mauro Cézar Pereira continuou comentando a segunda parte da série de matérias que revelou um esquema de corrupção que teria desviado R$ 10 milhões de dinheiro público destinado ao vôlei para a empresa S4G Gestão de Negócios, cujo dono é Fábio André Dias Azevedo, braço direito de Ary Graça Filho, presidente da Confederação Brasileira de Vôlei.

Quando Eduardo Monsanto chamou novamente o repórter, ele se desculpou por deixar a emoção aflorar.

“Vamos ver se agora a gente consegue, desculpa aí Dudu. Ufa!'', recomeçou.

“Foi bonito Lúcio'', elogiou Paulo Vinícius Coelho, outro comentarista do programa, ao fundo. Os usuários do Twitter parece que concordaram com PVC e também repercutiram o caso positivamente. Veja: